Mercado abrirá em 4 h 31 min
  • BOVESPA

    110.672,76
    -3.755,42 (-3,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.402,73
    -283,30 (-0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,33
    -0,63 (-0,76%)
     
  • OURO

    1.775,60
    +5,10 (+0,29%)
     
  • BTC-USD

    64.020,02
    +1.892,47 (+3,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.481,84
    +18,48 (+1,26%)
     
  • S&P500

    4.519,63
    +33,17 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    35.457,31
    +198,70 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.214,19
    -3,34 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.115,95
    +328,74 (+1,27%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.397,25
    -1,25 (-0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5114
    +0,0152 (+0,23%)
     

Presidente em exercício, Mourão defende projeto de Bolsonaro que dificulta combate a 'fake news'

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — O presidente da República em exercício, Hamilton Mourão, defendeu a iniciativa de Jair Bolsonaro em enviar ao Congresso Nacional projeto de lei que restringe a supressão de conteúdo de redes sociais. Para Mourão, esse controle feito hoje pelas plataformas digitais está 'desorganizado'.

O projeto, enviado antes do embarque de Bolsonaro para os Estados Unidos, é similiar à medida provisória devolvida semana passada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e que também foi suspensa pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

— Na nossa visão, do governo, essa questão das plataformas de internet regularem o que pode ou não pode ser publicado está um tanto desorganizado — afirmou Mourão na manhã desta segunda-feira.

Para ele, nada mais "justo" que o Congresso Nacional decida qual a melhor forma de que esse controle seja realizado. O general defendeu ser necessário um balizamento.

— Quem é que decide o que eu vou suprimir ou não? Tem que ter algo que balize isso efetivamente. Vejo dessa forma — disse o presidente em exercício.

Mourão ocupa a presidência da República durante a ausência de Bolsonaro, que participa no Estados Unidos, nesta semana, da Assembleia Geral da ONU.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos