Mercado abrirá em 4 h 56 min
  • BOVESPA

    107.378,92
    +1.336,45 (+1,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.267,20
    +362,14 (+0,86%)
     
  • PETROLEO CRU

    43,64
    +0,58 (+1,35%)
     
  • OURO

    1.824,70
    -13,10 (-0,71%)
     
  • BTC-USD

    18.375,12
    +42,61 (+0,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    367,86
    +6,43 (+1,78%)
     
  • S&P500

    3.577,59
    +20,05 (+0,56%)
     
  • DOW JONES

    29.591,27
    +327,79 (+1,12%)
     
  • FTSE

    6.333,84
    -17,61 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    26.502,32
    +16,12 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    26.165,59
    +638,22 (+2,50%)
     
  • NASDAQ

    11.967,75
    +62,50 (+0,52%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4481
    +0,0078 (+0,12%)
     

Presidente e gestor do Santos viajam ao Rio de Janeiro de carro

Fábio Lázaro
·1 minuto de leitura


Ao invés de acompanharem a delegação do Santos de avião ao Rio de Janeiro, onde o Peixe enfrenta o Fluminense neste domingo (25), às 16h, no estádio do Maracanã, o presidente Orlando Rollo e o membro do Comitê Gestor, Mário Badures, optaram por pegar a estrada até o local da partida.

De acordo com publicações em suas redes sociais, a iniciativa da dupla teve como finalidade contingenciar gastos do clube. No total, serão cerca de 1000km entre ida e volta, com aproximadamente 14 horas de percurso.

Desde que assumiu o Alvinegro no que chama de “gestão de transição”, Orlando Rollo só deixou de ir na vitória santista por 3 a 2 sobre o Olimpia (PAR), no estádio Manuel Ferreira, em Assunção, no dia 01º de outubro, pela quinta rodada do grupo G da Conmebol Libertadores, partida que garantiu a classificação do Peixe às oitavas de final do torneio. O mandatário santista não teve tempo hábil para realizar os protocolos necessários, já que havia assumido a sua função dois dias antes.