Mercado abrirá em 5 h 27 min
  • BOVESPA

    119.371,48
    -690,52 (-0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.092,31
    +224,69 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,03
    +0,60 (+0,98%)
     
  • OURO

    1.783,20
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    48.568,36
    -6.045,15 (-11,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.113,70
    -129,36 (-10,41%)
     
  • S&P500

    4.134,98
    -38,44 (-0,92%)
     
  • DOW JONES

    33.815,90
    -321,41 (-0,94%)
     
  • FTSE

    6.921,62
    -16,62 (-0,24%)
     
  • HANG SENG

    28.966,14
    +210,80 (+0,73%)
     
  • NIKKEI

    29.020,63
    -167,54 (-0,57%)
     
  • NASDAQ

    13.762,00
    +11,75 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5540
    +0,0124 (+0,19%)
     

Presidente do São Paulo revela dívidas gigantes deixados por Leco

Jorge Nicola
·1 minuto de leitura
Novo presidente do São Paulo tenta resolver problemas financeiros deixados por Leco (Rubens Chiri/São Paulo)
Novo presidente do São Paulo tenta resolver problemas financeiros deixados por Leco (Rubens Chiri/São Paulo)

Cerca de R$ 12 milhões. Essa é a dívida atualizada do São Paulo com Daniel Alves, de acordo com o próprio presidente do clube, Julio Casares, em entrevista exclusiva a este blogueiro. E as buchas deixadas por Leco vão muito além dos milhões pendentes com o lateral/meia.

O São Paulo também foi cobrado pela Fifa depois de o Dínamo de Kiev se cansar de esperar pelo pagamento de Tche Tche. Já o Athletico recorreu a uma corte nacional para cobrar o calote nas parcelas da compra de Pablo.

Leia também:

"Estamos regularizando todas essas pendências, além de dívidas com empresários. O importante é que o torcedor do São Paulo saiba que a nova gestão tem credibilidade no mercado e está conseguindo chegar a acordos", explica Casares.

A dívida com Daniel Alves se refere a direitos de imagem não quitados na Era Leco. Casares quer renegociar os débitos com o jogador nas próximas semanas, ainda que o pagamento fique para 2022. Vale lembrar que o contrato só se encerra em dezembro do próximo ano e Daniel embolsa R$ 1,5 milhão por mês no Morumbi.

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola