Mercado fechará em 5 h 6 min
  • BOVESPA

    109.406,14
    -1.380,29 (-1,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.024,51
    -273,69 (-0,52%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,42
    -1,00 (-1,20%)
     
  • OURO

    1.786,00
    +1,10 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    65.312,91
    -253,44 (-0,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.546,71
    +12,07 (+0,79%)
     
  • S&P500

    4.534,23
    -1,96 (-0,04%)
     
  • DOW JONES

    35.548,50
    -60,84 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.189,92
    -33,18 (-0,46%)
     
  • HANG SENG

    26.017,53
    -118,49 (-0,45%)
     
  • NIKKEI

    28.708,58
    -546,97 (-1,87%)
     
  • NASDAQ

    15.377,25
    -0,25 (-0,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5467
    +0,0271 (+0,42%)
     

Presidente da GM diz que oferta de chips vai se estabilizar em níveis abaixo do desejado

·1 minuto de leitura

DETROIT, Estados Unidos (Reuters) - O presidente da General Motors afirmou nesta terça-feira que a oferta global de semicondutores vai começar a se estabilizar, mas em níveis menores do que a indústria de veículos gostaria.

"Vamos ver uma estabilização em alguma medida antes de termos o volume que realmente precisamos", disse Mark Reuss durante conferência nos Estados Unidos.

A escassez global de chips fez a GM e outras montadoras ao redor do mundo reduzirem produção e alguns executivos do setor alertaram que o problema pode durar até 2023.

Na semana passada, o vice-presidente financeiro da GM, Paul Jacobson, afirmou que a companhia espera um "ano mais estável" em 2022 para os fornecedores de chips e alertou que as entregas de veículos no terceiro trimestre podem recuar em 200 mil veículos por causa da escassez de componentes.

Reuss também afirmou que uma questão importante para a indústria de veículos será a reciclagem de materiais usados em baterias de veículos elétricos, que utilizam metais de terras raras.

"Há muito material em uma célula de bateria que pode ser reutilizado", disse o executivo. "Estamos investindo tempo nisso."

A GM anunciou em julho investimento em um projeto de lítio nos Estados Unidos que vai se tornar o maior do país até 2024 e tornar a montadora uma das primeiras a desenvolver sua própria fonte de matéria-prima para baterias de carros elétricos.

Reuss afirmou ainda que a GM está buscando oportunidades na Austrália, mas não deu detalhes.

(Por Ben Klayman)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos