Mercado fechará em 5 h 8 min
  • BOVESPA

    107.804,68
    +1.508,50 (+1,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.133,13
    +243,47 (+0,47%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,80
    +1,04 (+1,24%)
     
  • OURO

    1.807,00
    +10,70 (+0,60%)
     
  • BTC-USD

    63.056,51
    +2.502,18 (+4,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.503,44
    +1.260,76 (+519,52%)
     
  • S&P500

    4.543,87
    -1,03 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    35.656,41
    -20,61 (-0,06%)
     
  • FTSE

    7.227,29
    +22,74 (+0,32%)
     
  • HANG SENG

    26.132,03
    +5,10 (+0,02%)
     
  • NIKKEI

    28.600,41
    -204,44 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    15.333,50
    -7,50 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5174
    -0,0634 (-0,96%)
     

Presidente da Evergrande pede esforços para honrar obrigações

·2 minuto de leitura
A sede da gigante chinesa Evergrande em Xangai, em 22 de setembro de 2021 (AFP/Hector RETAMAL)

O presidente da gigante imobiliária chinesa Evergrande, profundamente endividada, cuja possível falência pode perturbar a economia, pediu ao grupo que "faça o que puder" para cumprir suas obrigações - informou a imprensa oficial nesta quinta-feira (23).

O conglomerado privado tem uma dívida de cerca de US$ 300 bilhões. Uma inadimplência pode causar uma forte desaceleração no setor da construção na China e ter consequências nos mercados mundiais.

Sob forte pressão, Evergrande também enfrenta há várias semanas furiosos protestos de compradores de apartamentos e investidores, exigindo sua casa, ou seu dinheiro.

Na quarta-feira (22), o presidente do grupo, Xu Jiayin, reuniu mais de 4.000 funcionários da empresa para pedir a eles "que dediquem toda sua energia à retomada do trabalho e da produção e à entrega de bens imóveis", informou o "China Securities Journal".

Xu, que já foi uma das maiores fortunas da China, também enfatizou que o grupo deve "fazer tudo o que puder para honrar" suas obrigações.

Nesta quinta-feira (23), expirava o prazo para a empresa pagar US$ 83,5 milhões de juros sobre um título em moeda americana. E a noite chegou sem que a Evergrande tenha comunicado um possível pagamento.

Caso o prazo não tenha sido cumprido, Evergrande terá um período de carência de 30 dias antes de ser declarada inadimplente.

Incapaz de obter empréstimos nos mercados internacionais e com liquidez limitada, o grupo tentou reembolsar alguns de seus credores em espécie, oferecendo vagas de estacionamento e imóveis inacabados.

"Apenas com a retomada plena do nosso trabalho, da nossa produção, das nossas vendas e das nossas operações, poderemos garantir os direitos e interesses dos proprietários dos apartamentos e assegurar o pagamento dos investidores", disse Xu Jiayin na manhã de quarta-feira (22), de acordo com o "China Securities Journal".

O temor de uma repetição na China, segunda maior economia do mundo, do cenário do Lehman Brothers, cuja falência precipitou a crise de 2008 nos Estados Unidos e no mundo, abalou os mercados financeiros nos últimos dias.

Enquanto isso, o governo chinês não informou se intervirá em favor do conglomerado privado.

De acordo com a agência financeira Bloomberg, recentemente, os entes reguladores aconselharam a Evergrande a se concentrar na conclusão dos imóveis em construção e no pagamento dos investidores individuais, evitando o calote de seus títulos em dólares.

Mas "não há indicação de que os reguladores tenham oferecido apoio financeiro à Evergrande" pelos juros vencidos nesta quinta, escreveu a agência.

O governo central disse às comunidades locais para "estarem preparadas para uma possível falência da Evergrande", escreveu o americano The Wall Street Journal.

Ontem, o gigante imobiliário anunciou ter chegado a um acordo com os detentores de títulos chineses sobre uma pequena parte de sua dívida, o que contribuiu para renovar o otimismo nos mercados de ações.

tjx/ehl/bar/abx/jvb/es/mr/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos