Mercado abrirá em 7 h 13 min
  • BOVESPA

    111.878,53
    +478,62 (+0,43%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.674,83
    +779,20 (+1,82%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,20
    -0,08 (-0,18%)
     
  • OURO

    1.838,60
    +8,40 (+0,46%)
     
  • BTC-USD

    19.062,50
    -18,85 (-0,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    374,03
    +9,12 (+2,50%)
     
  • S&P500

    3.669,01
    +6,56 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    29.883,79
    +59,87 (+0,20%)
     
  • FTSE

    6.463,39
    +78,66 (+1,23%)
     
  • HANG SENG

    26.682,16
    +149,58 (+0,56%)
     
  • NIKKEI

    26.778,09
    -22,89 (-0,09%)
     
  • NASDAQ

    12.468,75
    +14,50 (+0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3614
    +0,0416 (+0,66%)
     

Presidente chinês alerta para riscos crescentes após divulgação de plano quinquenal

·1 minuto de leitura
Presidente da China, Xi Jinping
Presidente da China, Xi Jinping

PEQUIM (Reuters) - Ao comentar as recomendações do Partido Comunista para os próximos cinco anos, o presidente da China, Xi Jinping, disse nesta terça-feira que o país enfrenta um aumento de riscos considerável.

Xi e o Comitê Central, o maior dos organismos decisórios do partido governista, concluíram uma reunião de quatro dias sobre metas econômicas e sociais para o próximo quinquênio no mês passado. [nL1N2HP0PJ]

Não ficou claro de imediato a quais riscos Xi se referia, mas a China enfrenta tensões crescentes com os Estados Unidos em questões como comércio, Hong Kong, Xinjiang e direitos humanos e os choques econômicos provocados pela pandemia de coronavírus.

"No presente e durante a próxima fase, a China está sujeita a todos os tipos de contradições e riscos, e os vários fatores de risco, tanto previsíveis quanto imprevisíveis, aumentaram significativamente", disse Xi, segundo citação da agência de notícias estatal Xinhua.

Em vez de estabelecer uma meta numérica para dobrar o Produto Interno Bruto (PIB) ou a renda per capita até 2035, a China priorizará otimizar a estrutura econômica e a qualidade do desenvolvimento, disse Xi.

Mas alcançar tais objetivos é "inteiramente possível", disse ele, acrescentando que o país deve declarar que atingiu a meta de se transformar em uma sociedade moderadamente próspera na primeira metade de 2021.

A China está dobrando as apostas no consumo doméstico e na inovação, enquanto mira um desenvolvimento econômico contínuo e saudável, com ênfase em uma qualidade maior de crescimento, disse o partido em um comunicado na semana passada.

(Por Stella Qiu, Gabriel Crossley e Kevin Yao)