Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.991,01
    -1.066,63 (-2,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Presidente do BID parabeniza Biden

·2 minuto de leitura
O candidato democrata à presidência, Joe Biden, gesticula ao subir ao palco para se dirigir aos apoiadores durante a noite da eleição no Chase Center em Wilmington, Delaware, no início de 4 de novembro de 2020

O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Mauricio Claver-Carone, ex-assessor de Donald Trump na Casa Branca, parabenizou o democrata Joe Biden nesta terça-feira (10) por sua vitória nas eleições presidenciais americanas.

"Parabéns ao presidente eleito Joe Biden e à vice-presidente eleita Kamala Harris", manifestou-se Claver-Carone em um breve comunicado postado no Twitter.

"O Grupo do BID está pronto para trabalhar com sua administração para responder às necessidades e desafios da América Latina e do Caribe, promover o desenvolvimento econômico e a criação de empregos, mitigar os impactos da mudança climática, melhorar a governança e apoiar um processo rápido recuperação dos efeitos da covid-19 ", acrescentou.

Trump não admitiu a vitória de Biden e, em meio a acusações de fraude que pretende provar na Justiça, está bloqueando o processo de transição, embora projeções baseadas em resultados oficiais mostrem que a vantagem do democrata é insuperável e não mudaria mesmo se as exigências do presidente republicano forem bem-sucedidas.

Claver-Carone, que assumiu o cargo em 1º de outubro depois de servir como principal assessor de segurança nacional da Casa Branca no Hemisfério Ocidental, é o primeiro americano eleito presidente do BID, quebrando uma regra não escrita de que a instituição deve ser liderada por um latino-americano.

Sua eleição em setembro, com 67% dos votos dos acionistas e o apoio de 23 dos 28 países da região, foi vista como uma vitória de Trump.

Gerou críticas não só na região - Argentina, Chile, México, Peru e Trinidad e Tobago se abstiveram de votar - mas também na campanha de Biden.

Claver-Carone é um candidato "muito ideológico, pouco qualificado e procurando um novo emprego depois de novembro", disse Kevin Munoz, porta-voz da campanha de Biden, citado pela mídia dos EUA.

ad/yow/cc/mvv