Presidente do BCE diz que recuperação econômica começará no fim de 2013

Paris, 30 nov (EFE).- O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, ressaltou nesta sexta-feira que a zona do euro ainda não saiu da crise econômica e disse que a recuperação se iniciará "sem dúvida" no segundo semestre de 2013.

Em entrevista à emissora "Europe 1", o principal dirigente do BCE insistiu que a eurozona deve avançar rumo a um maior federalismo.

"Devemos aprender a compartilhar a soberania na zona do euro", disse Dragui, que participa, junto à diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, de reunião em Paris para debater sobre estratégias de crescimento na Europa.

O presidente do BCE afirmou que "a consolidação orçamentária em curto prazo é inevitável", mas disse que a recuperação econômica se iniciará sem dúvida no segundo semestre de 2013".

Além de optar por uma supervisão bancária única entre os países europeus que compartilham a moeda única, Draghi disse que fará "tudo que for necessário" para estabilizar a economia da eurozona.

Sobre a perda financeira excepcional da França por parte da agência de qualificação Moody's, o responsável do BCE indicou que "a perda do 'triplo A' é um sinal enviado ao governo que deve ser levado a sério". EFE

Carregando...