Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.132,20 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,62 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -0,32 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    36.614,01
    +1.613,35 (+4,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +76,96 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,12 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -43,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    +0,0791 (+1,25%)
     

Presidente do BC do Japão busca maneiras de tornar estímulo "ágil" em revisão de política monetária

Leika Kihara
·1 minuto de leitura

Por Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - O presidente do banco central do Japão, Haruhiko Kuroda, afirmou que a avaliação planejada da política monetária pela autoridade monetária buscará tornar seu programa de estímulo "ágil" para conter choques futuros, como a crise de coronavírus que aprofundou a recessão do país.

Os mercados aguardam pistas do que pode sair do plano do Banco do Japão, apresentado na semana passada, para avaliar medidas mais efetivas de alcançar sua meta de inflação de 2%.

Embora o banco não vá reformar sua política de controle da curva de rendimento, ele avaliará se suas operações, ferramentas e compras de ativos estão funcionando bem, disse Kuroda nesta quinta-feira.

"Se houver algo mais que possa ser feito para tornar nossa política mais eficaz e sustentável, vamos adotar", disse ele em reunião do lobby empresarial Keidanren.

(Reportagem de Leika Kihara)