Presidente do Banco Santander pede integração fiscal e bancária na UE

Madri, 14 nov (EFE).- O presidente do Banco Santander, Emilio Botín, reafirmou nesta quinta-feira sua confiança no euro e fez apelo para que os países da União Europeia (UE) dêem impulso na união política, sobretudo no que diz respeito a integração fiscal e bancária.

Em discurso na V Conferencia Internacional de Bancários Banco Santander, Botín afirmou que "o euro não vai quebrar", porque as instituições comunitárias estão firmemente comprometidas com sua consolidação.

Para Botín, o "euro e a integração da Europa não têm volta atrás" e, segundo ele, são absolutamente imprescindíveis. "É o melhor plano. Não há plano B", comentou.

De acordo com o presidente do Banco Santander, a Europa se encontra em um ponto de inflexão, e é preciso "entender que só uma Europa unida pode ser forte".

Botín ainda explicou que a prioridade agora é resolver a crise da dívida soberana, já que esse é um passo chave para avançar na união bancária. "Se queremos um mercado único, as regras e a supervisão também precisam ser únicas", concluiu. EFE

Carregando...