Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.646,40
    -989,99 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.125,71
    -369,70 (-0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,28
    +0,30 (+0,57%)
     
  • OURO

    1.872,00
    +31,80 (+1,73%)
     
  • BTC-USD

    35.000,49
    +600,52 (+1,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    693,73
    -6,88 (-0,98%)
     
  • S&P500

    3.851,85
    +52,94 (+1,39%)
     
  • DOW JONES

    31.188,38
    +257,86 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.740,39
    +27,44 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    29.962,47
    +320,19 (+1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.523,26
    -110,20 (-0,38%)
     
  • NASDAQ

    13.290,50
    +305,00 (+2,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4053
    -0,0933 (-1,44%)
     

Presidente argentino e Biden falam sobre como melhorar laços EUA-América Latina

·1 minuto de leitura
O presidente argentino, Alberto Fernández, em 17 de outubro de 2020, em Buenos Aires

O presidente argentino, Alberto Fernández, se comunicou com o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, para parabenizá-lo e ambos concordaram no interesse de estreitar os laços entre Washington e a América Latina, informou o governo do país sul-americano.

"No início da conversa, o presidente argentino parabenizou o presidente eleito pelo resultado das últimas eleições e ressaltou que sua vitória significa 'uma grande oportunidade para criar um vínculo melhor para os Estados Unidos se reencontrarem com a América Latina", disse a nota da presidência argentina.

Durante a conversa de 35 minutos, Biden disse a Fernández que "o continente tem um grande potencial, com uma democracia sólida e há uma ampla agenda para trabalhar do Canadá à Argentina".

"Quero ter uma relação sólida com o continente", disse Biden, segundo o comunicado.

"Anos difíceis estão terminando para a América Latina. Queríamos que as coisas mudassem e vemos uma alternativa em você", disse Fernández.

"Com uma relação sólida e madura em defesa da segurança e das democracias no continente, tenho certeza que faremos muitas coisas juntos", frisou o presidente.

Na conversa, ambos destacaram sua amizade com o papa Francisco, de origem argentina.

"Quero trabalhar junto com você para encaminhar a América Latina e acho que, com o papa como parceiro, com certeza nos sairemos muito bem", disse Biden ao presidente argentino, segundo o comunicado.

ls/dga/jc/mvv