Mercado abrirá em 6 h 38 min
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,21 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    -0,72 (-0,97%)
     
  • OURO

    1.811,60
    -5,60 (-0,31%)
     
  • BTC-USD

    39.722,31
    -2.094,84 (-5,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    962,59
    +12,69 (+1,34%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,03 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    26.183,87
    +222,84 (+0,86%)
     
  • NIKKEI

    27.781,02
    +497,43 (+1,82%)
     
  • NASDAQ

    15.035,75
    +80,00 (+0,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1585
    -0,0295 (-0,48%)
     

Presidente afegão substitui ministros da Defesa e Interior devido ao avanço dos talibãs

·1 minuto de leitura
O presidente afegão Ashraf Ghani substituiu os ministros da Defesa e Interior devido ao avanço dos talibãs em diferentes regiões do país

O presidente afegão Ashraf Ghani substituiu os ministros da Defesa e Interior neste sábado (19), diante do avanço dos talibãs em diferentes regiões do país.

A crise governamental ocorre também em plena paralisação das negociações de paz.

Os talibãs afirmam que conseguiram dominar mais de 40 distritos nas últimas semanas.

O general Bismillah Khan Mohammadi, que lutou às ordens do lendário comandante Ahmad Shah Massoud durante a guerra civil dos anos 1990 contra os talibãs, é o novo ministro da Defesa, informou a Presidência.

Mohammadi substitui Asadullah Khalid, que precisou se ausentar várias vezes do país por razões médicas, desde que sofreu um atentado suicida que quase acabou com sua vida em 2012.

O general Mohammadi já ocupou a pasta da Defesa e a do Interior antes, após a queda do regime talibã em 2001. Também foi chefe do Estado Maior.

Ghani nomeou outro general, Abdul Sattar Mirzakwal, como ministro do Interior. Ele ocupou cargos regionais no passado.

Essas nomeações devem ser aprovadas pelo Parlamento.

Com o início da retirada das tropas americanas em maio, a violência foi desencadeada em todo o país. O exército nacional teve que se retirar de várias regiões rurais estratégicas.

Os talibãs estão agora presentes em praticamente todas as províncias do país e cercam algumas das principais cidades. Essa foi a estratégia que usaram em meados dos anos 1990, quando acabaram tomando o poder em Cabul.

O ministério da Defesa confirmou neste sábado que tropas do governo abandonaram posições em vários distritos. O porta-voz do ministério, Rohullah Ahmadzai, informou entretanto que possuem "um plano novo, robusto" para voltar a recuperar esses territórios.

us-jds/axn/jz/eg/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos