Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.575,47
    +348,47 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.674,30
    -738,20 (-1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,52
    -0,19 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.783,10
    -22,40 (-1,24%)
     
  • BTC-USD

    18.072,51
    +304,45 (+1,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    333,27
    -4,23 (-1,25%)
     
  • S&P500

    3.638,35
    +8,70 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    29.910,37
    +37,87 (+0,13%)
     
  • FTSE

    6.367,58
    +4,65 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    26.894,68
    +75,28 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    26.644,71
    +107,41 (+0,40%)
     
  • NASDAQ

    12.273,25
    +121,00 (+1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3922
    +0,0523 (+0,82%)
     

Presidente adverte que mais 35 milhões de iranianos poderão ser infectados por coronavírus

·1 minuto de leitura
Mulher usa máscara de proteção contra o novo coronavírus em Teerã
Mulher usa máscara de proteção contra o novo coronavírus em Teerã

O presidente do Irã, Hasan Rouhani, advertiu neste sábado que 35 milhões de iranianos poderão ser infectados pelo novo coronavírus, uma vez que o país não conseguiu a imunidade de grupo, apesar de que um quarto da população já pode ter sido infectada.

Esta é a primeira vez que um dirigente iraniano parece indicar que o país busca derrotar a Covid-19 através da imunidade de grupo. "Estimamos que 25 milhões de iranianos já tenham sido infectados por este vírus", indicou Rouhani durante reunião televisionada com autoridades da luta contra o novo coronavírus.

"Temos que considerar a possibilidade de que de 30 a 35 milhões mais possam ter a doença", disse o presidente, citando resultados de um estudo feito pelo Ministério da Saúde. "Ainda não conseguimos a imunidade e não nos resta outra opção, a não ser permanecermos unidos e quebrarmos a cadeia de transmissão do vírus."

Um porta-voz de Rouhani explicou no Twitter que, ao falar em 25 milhões de pessoas, o presidente se referia àquelas "que contraíram o vírus e desenvolveram imunidade".

O Irã, que enfrenta um novo surto da doença, registrou nas últimas 24 horas 188 novas mortes e 2.166 novos casos, informou hoje o Ministério da Saúde do país, que contabiliza 13.979 mortos e 271.606 casos da doença.