Mercado abrirá em 6 h 48 min

Presidência estima gastar até R$ 737 mil em TVs e ares-condicionados

·1 minuto de leitura
Presidência da República estima gasto de até R$ 737 mil em novos aparelhos de TV e ar-condicionado. Foto: Getty Images.
Presidência da República estima gasto de até R$ 737 mil em novos aparelhos de TV e ar-condicionado. Foto: Getty Images.
  • São estimados R$ 737 mil em novos aparelhos de TV e ar-condicionado;

  • Segundo o edital, as TVs têm a função de informar servidores e também servirão para treinamentos;

  • As TVs, de 65 ou 75 polegadas, acumulam gastos de até R$ 297 mil.

Em meio a polêmicas relacionadas ao iminente risco de interrupção no fornecimento de energia elétrica no Brasil, a Presidência da República estima o gasto de até R$ 737 mil em novos aparelhos de TV e ar-condicionado. A ideia é substituir os velhos aparelhos e aparelhar salas recém-criadas no Planalto.

A Presidência estima gastar até R$ 297 mil com TVs, sendo 59 aparelhos 4k com 65 ou 75 polegadas.

Leia também:

Segundo o edital, as TVs têm como função a transmissão de notícias para os servidores, assim como disponibilidade para treinos, cursos e exibição de informações a quem circular nos prédios presidenciais, ou seja, Planalto, Jaburu e Granja do Torto.

Outros gastos

De acordo com outros valores informados no dia 9 de setembro, R$ 1,1 milhão seriam gastos na criação de salas para abrigar novos funcionários no Palácio do Planalto.

Na época, o edital informava a criação de oito novos gabinetes, todos em andar do Planalto onde despacham os ministros. A construção teria uma área de 320 m², atualmente sendo usada como hall de espera.

Segundo a Presidência, a construção seria “imperativa”, pois recentes alterações administrativas teriam ocasionado aumento da força de trabalho sediada no Palácio do Planalto.

As informações são da Metrópoles.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos