Mercado fechará em 3 h 5 min
  • BOVESPA

    111.657,99
    -2.154,88 (-1,89%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.457,88
    -271,92 (-0,56%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,36
    +0,86 (+0,95%)
     
  • OURO

    1.763,60
    -7,60 (-0,43%)
     
  • BTC-USD

    21.552,74
    -1.762,89 (-7,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    512,75
    -28,85 (-5,33%)
     
  • S&P500

    4.240,32
    -43,42 (-1,01%)
     
  • DOW JONES

    33.812,99
    -186,05 (-0,55%)
     
  • FTSE

    7.550,37
    +8,52 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    19.773,03
    +9,12 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.930,33
    -11,77 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.299,00
    -224,25 (-1,66%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2039
    -0,0099 (-0,19%)
     

Premiê da China diz que governo dará suporte à economia e evitará inflação, diz mídia estatal

Primeiro-ministro da China, Li Keqiang

PEQUIM (Reuters) - O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, disse que o governo dará suporte à a economia enquanto evita a inflação, informou a mídia estatal nesta quinta-feira, sinalizando preocupações cada vez maiores com os aumentos de preços.

No segundo trimestre, a economia foi duramente atingida por fatores que superaram as expectativas, mas se estabilizou e se recuperou em junho, disse Li durante uma reunião com especialistas econômicos e empresários.

"Nós não apenas estabilizaremos o crescimento, mas também evitaremos a inflação e prestaremos atenção na prevenção da inflação importada", disse Li segundo a mídia estatal.

"A base da recuperação econômica não é sólida."

A China vai divulgar os dados do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre, juntamente com os números de junho, na sexta-feira.

O PIB deve ter crescido 1,0% no trimestre de abril a junho em relação ao ano anterior, mostrou uma pesquisa da Reuters, desacelerando em relação ao ritmo de 4,8% do primeiro trimestre.

Analistas esperam que a inflação ao consumidor da China ultrapasse 3% nos próximos meses, mas o nível médio do ano inteiro ainda ficará dentro da meta anual de cerca de 3%.

O governo lançou uma série de medidas nas últimas semanas, cortando impostos para empresas e canalizando mais dinheiro para projetos de infraestrutura de grande porte.

(Reportagem por Kevin Yao e redação de Pequim)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos