Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.265,40
    -345,18 (-0,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Prejuízo da Uber cresce no 2º tri com maiores incentivos a motoristas

·2 minuto de leitura

Por Tina Bellon e Akanksha Rana

AUSTIN/BENGALURU (Reuters) - A Uber divulgou nesta quarta-feira que seu prejuízo cresceu no segundo trimestre, mesmo com o aumento das viagens e entregas. Os incentivos a motoristas atingiram a receita da empresa de entrega de alimentos e transporte de passageiros.

A Uber teve prejuízo ajustado de 509 milhões de dólares antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) - métrica que exclui custos não recorrentes- ampliando a perda em quase 150 milhões de dólares em relação ao primeiro trimestre.

A empresa também alertou investidores de que a variante Delta da Covid-19 impactou o resultado.

Os analistas, em média, esperavam que a companhia reportasse uma perda de Ebitda ajustado de cerca de 324,5 milhões de dólares, segundo dados da Refinitiv.

Mas a Uber reafirmou meta de atingir a lucratividade com base no Ebitda ajustado no final deste ano e disse que reduzirá as perdas para 100 milhões de dólares no terceiro trimestre.

A empresa disse que os passageiros voltaram à sua plataforma em maior número em julho e espera que a tendência continue nos próximos meses junto com fortes pedidos de entrega de alimentos.

Isso desde que a variante Delta do coronavírus não reverta a reabertura gradual da economia dos EUA, problema que a rival Lyft disse na véspera que estava monitorando.

Os investidores estão preocupados com a contínua escassez de motoristas no setor, à medida que a demanda aumenta. A Lyft disse que espera que a oferta limitada de motoristas continue no próximo trimestre.

A Uber disse que os motoristas ativos mensais e os entregadores de comida aumentaram em 50%, ou quase 420 mil de fevereiro a julho.

A Uber gastou 250 milhões de dólares com incentivos a motoristas no trimestre, o que aumentou os prejuízos em seu negócio de transporte urbano por aplicativo.

Os custos e despesas totais no segundo trimestre aumentaram em mais de 57% ano a ano, para 5,12 bilhões de dólares.

A unidade de delivery, que inclui o serviço de entrega de restaurante Uber Eats, reduziu as perdas no trimestre e mais do que dobrou os pedidos em relação ao ano passado.

No geral, a empresa registrou receita de 3,9 bilhões de dólares no trimestre, superando estimativas médias dos analistas de 3,75 bilhões, de acordo com dados da Refinitiv.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos