Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.933,78
    -180,15 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.072,62
    -654,36 (-1,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,48
    +0,35 (+0,55%)
     
  • OURO

    1.771,20
    +0,60 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    56.316,38
    +37,96 (+0,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.274,65
    -24,30 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.163,26
    -22,21 (-0,53%)
     
  • DOW JONES

    34.077,63
    -123,04 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.000,08
    -19,45 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    29.106,15
    +136,44 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.685,37
    +2,00 (+0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.894,00
    -135,50 (-0,97%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6757
    -0,0104 (-0,16%)
     

Prefeitura de São Paulo isenta taxistas de taxas de renovação de alvará

WILLIAM CARDOSO
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de São Paulo, sob a gestão de Bruno Covas (PSDB), determinou, nesta quarta-feira (10), que os taxistas estão isentos neste ano do pagamento de taxas para o exercício da profissão, como o de renovação do alvará e o condutax. O prefeito justificou a decisão, publicada em decreto no Diário Oficial, apontando as dificuldades impostas pela pandemia de Covid-19. Segundo a administração municipal, as renovações serão feitas automaticamente pelo DTP (Departamento de Transportes Públicos). A decisão foi comemorada por representantes da categoria, que vêm a possibilidade de economizar em meio à crise. Só a renovação do Condutax, por exemplo, custaria ao taxista R$ 105,50, mais R$ 22,30 de taxa de expediente. A vistoria realizada no DTP, necessária durante a renovação do alvará, custaria R$ 114,30. A prefeitura também concedeu uma autorização para que veículos que tenham atingido, em 2020, o limite de 10 (dez) anos, excluído o ano de fabricação, possam se manter em atividade até 31 de dezembro de 2021. Para isso, devem ser submetidos à vistoria semestral.