Mercado abrirá em 3 h 44 min
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,35 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,97
    +0,33 (+0,46%)
     
  • OURO

    1.783,00
    +14,00 (+0,79%)
     
  • BTC-USD

    33.351,07
    -1.900,80 (-5,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    822,89
    -117,06 (-12,45%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,32 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.018,05
    +0,58 (+0,01%)
     
  • HANG SENG

    28.489,00
    -312,27 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.010,93
    -953,15 (-3,29%)
     
  • NASDAQ

    14.099,75
    +64,75 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0134
    -0,0227 (-0,38%)
     

Prefeitura do Rio vai multar gestão do Maracanã por público no Fla-Flu: 'Infração sanitária gravíssima'

·1 minuto de leitura


A presença dos 148 convidados no Fla-Flu do último sábado trará um prejuízo para a gestão do Maracanã. Neste domingo, a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro anunciou que vai multar a administração do estádio em R$ 14.060,72 pelo público presente no primeiro jogo da final do Carioca.

+ Fla-Flu termina com confusão entre atletas, dirigentes e convidados no Maracanã

Em nota oficial (leia na íntegra no final da matéria), o órgão apontou "infração sanitária gravíssima" e alertou que não houve nenhum pedido de liberação para convidados por parte de Flamengo, Fluminense ou Ferj. Vale lembrar que os presentes não fizeram testes de Covid-19 e foram apenas orientados a usarem máscara e respeitarem distanciamento entre eles.

Ao todo, a federação registrou 148 convidados na partida do último sábado. Desse total, 114 eram convidados rubro-negros, mas havia também patrocinadores, funcionários da Record e também da Secretaria de Esportes do governo do Rio de Janeiro.

+ Confira a tabela completa da Libertadores 2021

Presidente da Ferj, Rubens Lopes criticou a decisão da Prefeitura em multar a administração do Maracanã.

- Quando se trata do interesse da CBF e da Conmebol, nada é obstáculo para se colocar cinco mil pessoas no estádio, de qualquer jeito, sem protocolo e sem qualquer cuidado que não seja a mímica do ilusionismo conveniente. Quando a ciência sucumbe à política ou a outros interesses, pouco se pode fazer. Aguardem o início do Campeonato Brasileiro e poderão ver que tudo passará a valer e ser possível - disse Rubens Lopes, ao UOL.

Confira a nota da Secretaria Municipal de Saúde:

"A Secretaria Municipal de Saúde esclarece que a presença de público em estádios e ginásios esportivos, ainda que não pagante, está expressamente vedada por força do Decreto 48425/21.

A iniciativa de manter 300 convidados no interior do estádio do Maracanã para assistirem à partida entre Flamengo e Fluminense, pelo Campeonato Carioca, ocorrida sábado (15/05), configurou infração sanitária classificada como gravíssima, pelo potencial do dano causado, conforme previsto no art. 30, XXV do Decreto 45585/18, combinado com o Decreto 48425/21, que prevê a penalidade de multa.

Por isso, será aplicada uma multa, no valor de R$14.060,72, à administração do Maracanã, que tem a responsabilidade de zelar pelo cumprimento das medidas de proteção à vida.

O Instituto Municipal de Vigilância Sanitária, Vigilância de Zoonoses e de Inspeção Agropecuária (IVISA-Rio) ressalta ainda que tanto o Maracanã quanto a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FERJ), organizadora da competição, não fizeram qualquer pedido para a liberação da presença de público no estádio".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos