Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.176,96
    -3.406,05 (-3,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.904,17
    -694,36 (-1,35%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,81
    -0,64 (-0,85%)
     
  • OURO

    1.732,90
    -19,10 (-1,09%)
     
  • BTC-USD

    41.671,37
    -1.169,05 (-2,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.027,23
    -29,92 (-2,83%)
     
  • S&P500

    4.352,63
    -90,48 (-2,04%)
     
  • DOW JONES

    34.299,99
    -569,38 (-1,63%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.500,39
    +291,61 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.768,00
    -426,75 (-2,81%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3466
    +0,0398 (+0,63%)
     

Prefeitura libera público no Maracanã para jogo do Flamengo pela Libertadores

·2 minuto de leitura

A Prefeitura do Rio liberou nesta sexta-feira a presença de público no Maracanã para o próximo jogo do Flamengo pela Libertadores. Com a decisão, a partida contra o Olímpia (PAR), válida pelas quartas de final da competição no dia 18 de agosto, poderá ter até 10% da capacidade do estádio.

Para ingressar no Maracanã, os torcedores deverão comprovar que completaram o esquema vacinal contra Covid-19 pelo menos 15 dias antes da partida ou apresentar resultado negativo de teste para o coronavírus. O exame precisa ser feito em até 48 horas do início do jogo por um laboratório autorizado pelo clube organizador.

Além disso, a prefeitura estabeleceu que o uso de máscara será obrigatório no estádio, bem como deverá ser assegurado o distanciamento social de dois metros entre cada torcedor ou família.

A medida atende parcialmente a um pedido do Flamengo, que havia solicitado o uso do Maracanã com 30% da capacidade no jogo contra o Olímpia. A decisão da prefeitura se baseia na experiência de público na final da Copa América. Na ocasião, no entanto, torcedores argentinos entraram no estádio com testes PCR falsos, conforme revelou o GLOBO.

Na tarde desta quinta-feira, o prefeito Eduardo Paes já havia sinalizado que vai permitir a presença de público a partir de 2 de setembro. Num primeiro momento, a ocupação autorizada seria de 50%.

Em outubro está prevista uma segunda fase de flexibilização na cidade, marcada para o dia 17. Nessa etapa, será permitida a ocupação de 100% dos estádios, ainda mantendo a obrigação dos torcedores estarem com o sistema vacinal completo. O uso de máscaras também continuaria compulsório.

Já a partir do 15 de novembro, dia previsto para o início da terceira fase de flexibilização, o uso da máscara deixará de ser obrigatório. A checagem da vacinação será feita por fiscais da vigilância sanitária através do aplicativo ConecSus do Ministério da Saúde.

Na última quarta, Paes foi ao Twitter apresentar o pedido formal do Flamengo para que o clube consiga receber torcedores nos jogos realizados no Rio. Antes, o prefeito discutiu com o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, que também é vereador do município pelo PL, após sofrer cobranças do dirigente neste sentido.

O clube carioca é um dos que mais pressiona pelo retorno da torcida às arquibancada no Brasil. A Conmebol já autorizou a realização de jogos de suas competições com os estádios operando com capacidade parcial. A CBF encaminha discussão a respeito do assunto com os clubes e pode definir um protocolo para ser implementado no próximo mês.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos