Mercado abrirá em 26 mins
  • BOVESPA

    110.580,79
    +234,97 (+0,21%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.304,04
    -72,85 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,06
    +1,29 (+1,18%)
     
  • OURO

    1.854,70
    -10,70 (-0,57%)
     
  • BTC-USD

    29.417,65
    +221,45 (+0,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    654,00
    -1,82 (-0,28%)
     
  • S&P500

    3.941,48
    -32,27 (-0,81%)
     
  • DOW JONES

    31.928,62
    +48,38 (+0,15%)
     
  • FTSE

    7.504,02
    +19,67 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    20.171,27
    +59,17 (+0,29%)
     
  • NIKKEI

    26.677,80
    -70,34 (-0,26%)
     
  • NASDAQ

    11.709,25
    -61,75 (-0,52%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1697
    -0,0025 (-0,05%)
     

Preços da gasolina e diesel sobem pela segunda semana seguida

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Gasolina sofreu um reajuste de 0,84%, enquanto o diesel teve um aumento de 2,95%;

  • Aumento é reflexo da elevação do preço de venda da Petrobras;

  • No ano gasolina encareceu 48,65%, já o diesel acumulou uma alta de 54,79%.

Segundo um levantamento realizado pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o preço dos litros médios da gasolina e do diesel subiram pela segunda vez seguida nesta última semana.

De acordo com especialistas, a alta é reflexo do reajuste realizado pela Petrobras no dia 11, quando a petroleira comunicou um aumento nos preços de venda para as distribuidoras.

A gasolina, que na semana do dia 9 ao dia 15 tinha um preço médio no Brasil de R$ 6,608, aumentou para R$ 6,664 na semana do dia 16 ao dia 22. Um reajuste de 0,84%.

Leia também:

Já o diesel, teve um avanço de 2,95%, com o preço nas bombas passando de R$5,422 há duas semanas para R$ 5,582 na última semana.

Apesar de não estarem no maior preço deste o início das altas sequenciais, os valores cobrados ainda são muito maiores que há um ano atrás.

No acumulado do ano, a gasolina já subiu 48,65%. Em janeiro de 2021 o litro custava uma média de R$ 4,483 nos postos brasileiros. O diesel, por sua vez, teve um aumento de 54,79% em comparação com janeiro de 2021, quando o preço médio do litro era de R$ 3,606.

Aumentos direto na Petrobras

A elevação sucessiva de preços pode ser explicada pela alteração do preço cobrado pela Petrobras pelo combustível vendido às distribuidoras.

Comunicado no dia 11, o aumento elevou o preço da gasolina de R$ 3,09 para R$ 3,24 por litro, um reajuste de 4,85%. Já o diesel passou de R$ 3,34 para R$ 3,61, uma diferença de 8.08%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos