Mercado abrirá em 4 h 37 min

Preço do Lollapalloza passou de R$ 500 para R$ 3.264 em 10 anos

Rumores sugerem a participação do Paramore na edição de 2023 do Lollapalooza (Getty Image)
Rumores sugerem a participação do Paramore na edição de 2023 do Lollapalooza (Getty Image)
  • Lollapalooza chega a cobrar mais de R$ 5 mil por ingressos

  • Edição de 2012 pedia R$ 500 pelo passaporte para dois dias

  • Procon-SP notificou o festival e pede mais informações sobre composição dos preços

Desde que um jornalista espalhou o rumor de que o Paramore voltará para o Brasil após 9 anos, cada integrante da comunidade emo começou a sonhar com a Hayley Williams batendo cabelo em cima de um palco. De acordo com José Norberto Flesch, a banda seria uma das atrações cotadas para o Lollapalooza.

O desejo de cantar a plenos pulmões That's What You Get foi atropelado pela divulgação dos preços do festival. O valor da meia entrada do Lolla Pass, que concede o direito de frequentar todos os dias da programação, ultrapassa a marca do salário mínimo. Ou seja, um estudante que recebe o piso de R$ 1.212 precisaria ralar para conseguir mais R$ 72 ao adquirir o passaporte.

Quando partimos para o custo da entrada integral, os dígitos são ainda mais espantosos. Uma pessoa que decidir custear um ingresso pelo preço cheio ficará R$ 3.264 mais pobre, caso compre pelo site oficial da organização. Em 2012, isso seria o suficiente para garantir a entrada de 6 pagantes de entrada inteira (e ainda sobraria um bom dinheiro).

Exatamente 10 anos atrás, o ingresso para essa modalidade custava R$ 500. Na época, o menor depósito que um trabalhador assalariado poderia receber era R$ 622,00. Dava para ir ao festival e ainda sobraria uma graninha para a cerveja, supondo que o visitante não tivesse mais nenhuma conta para pagar naquele mês. Já a meia entrada para quem quisesse ver apenas o dia do Arctic Monkeys ou do Foo Fighters saia pela bagatela de R$ 150.

Neste ano, ainda tem opções para os mais abastados financeiramente que pretendem gastar ainda mais para arrasar no feed do Instagram. O Lolla Comfort Pass é uma opção para os visitantes que não querem pagar mais do que um salário mínimo para usar banheiro químico. A modalidade está sendo vendida a R$ 5.448. Já para as pessoas que almejam viver uma experiência completa de rei do camarote, é possível gastar até R$ 5.333 para ter acesso ao Lolla Lounge Pass.

Procon-SP notifica festival e exige detalhes sobre ingressos

Antes de divulgar os valores oficiais, o Lollapalooza realizou postagens nas redes sociais dizendo que os clientes dos bancos Bradesco e Next teriam 15% de desconto sobre o valor de R$ 900. No entanto, quando as vendas iniciaram, o festival voltou atrás e disse que o desconto “já está calculado” no valor.

A divergência fez com que a comunidade emo se unisse nas redes sociais para realizar reclamações e cobrar a atuação dos órgãos de fiscalização. Depois da movimentação, o Programa de Proteção de Defesa do Consumidor de São Paulo (Procon-SP) notificou o Lollapalooza a respeito dos ingressos.

A organização ainda não se posicionou sobre o ocorrido. Mesmo assim, deverá detalhar as informações sobre taxas, fretes, entre outros valores incidentais, além de descriminar a carga de ingressos na pré-venda e venda ao público geral para cada setor em cada dia do evento, além de divulgar os artistas que estarão presentes.

Enquanto isso, resta aos fãs do Paramore a alternativa de continuarem sonhando acordados enquanto tentam decodificar se ainda existe uma última esperança de ver a banda favorita tocando no Brasil em tempos tão difíceis.