Mercado fechará em 3 h 50 min
  • BOVESPA

    99.073,93
    +120,03 (+0,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.327,19
    +584,04 (+1,22%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,45
    +2,02 (+1,86%)
     
  • OURO

    1.807,30
    +5,80 (+0,32%)
     
  • BTC-USD

    19.757,63
    +713,57 (+3,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    427,99
    +7,85 (+1,87%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,86 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.232,65
    +64,00 (+0,89%)
     
  • HANG SENG

    21.830,35
    -29,44 (-0,13%)
     
  • NIKKEI

    26.153,81
    +218,19 (+0,84%)
     
  • NASDAQ

    11.551,75
    -59,50 (-0,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5217
    -0,0370 (-0,67%)
     

Preço do café faz chamar a polícia na Itália; veja o valor

Preço do café faz estabelecimento ser multado em R$ 5,2 mil na Itália
Preço do café faz estabelecimento ser multado em R$ 5,2 mil na Itália
  • Café mais caro: incidente ocorreu após um cliente se sentir enganado por ter sido cobrado € 2 no produto;

  • o preço cobrado era diferente do que estava exposto atrás do balcão;

  • Na Itália, custo médio do expresso é de € 1.

Após um cliente se sentir enganado por ter sido cobrado € 2 (cerca de R$ 10,4) em uma xícara de café descafeinado, O estabelecimento Ditta Artigianale, localizado em Florença, na Itália, foi multado em € 1.000 (aproximadamente R$ 5,2 mil).

O incidente começou após o homem ter recebido a conta e percebido que o valor disponibilizado atrás do balcão, não era o mesmo que estava sendo cobrado. Furioso, então, o cliente decidiu chamar a polícia.

O proprietário do café e bar Ditta Artigianale, Francesco Sanapo, desabafou sobre a situação nas redes sociais. Através da publicação de um vídeo, ele alegou que o café vendido no seu estabelecimento era oriundo de uma uma pequena plantação no México e ainda informou que o preço cobrado é exibido no menu digital.

“Eles me multaram porque alguém se ofendeu por pagar € 2 por um café descafeinado [que envolve um processo de extração de água]. Você acredita nisso?”, questionou. “Ninguém deve se escandalizar por pagar mais 2 euros por um expresso”, acrescentou, citando o aumento do custo das matérias-primas.

Uma associação para pequenas empresas, a Confartigianato, saiu em defesa de Sanapo. “Isso é algo que me deixa profundamente amargurado”, disse Alessandro Vittorio Sorani, presidente da filial de Florença da entidade. “É preciso muito trabalho para produzir um produto de qualidade. A qualidade compensa e beneficia a todos.”

Segundo levantamento realizado pelo The Guardian, na itália, embora mais de 70% dos locais que vendem café tenham aumentado os preços no início do ano devido a problemas na cadeia de suprimentos e más colheitas, Atualmente, o custo médio do expresso é de € 1 (cerca de R$ 5,2). A inflação deve atingir ainda mais o produto em 2022, que será comercializado até o final do ano a uma média de € 1,50 (R$ 7,8).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos