Mercado abrirá em 7 h 38 min
  • BOVESPA

    108.095,53
    +537,86 (+0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.056,27
    +137,99 (+0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,98
    +0,62 (+0,86%)
     
  • OURO

    1.786,10
    +0,60 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    49.637,50
    -787,23 (-1,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.299,54
    -5,58 (-0,43%)
     
  • S&P500

    4.701,21
    +14,46 (+0,31%)
     
  • DOW JONES

    35.754,75
    +35,32 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.337,05
    -2,85 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    24.210,02
    +213,15 (+0,89%)
     
  • NIKKEI

    28.796,86
    -63,76 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    16.375,50
    -16,75 (-0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2778
    +0,0037 (+0,06%)
     

Pré-cadastro do open banking começa no país; saiba o que é

·2 min de leitura
Man using mobile smart phone with global network connection, Technology, innovative and communication concept.
Man using mobile smart phone with global network connection, Technology, innovative and communication concept.
  • Bancos começam a fazer pré-cadastro do open banking

  • Sistema entra em vigor em 15 de julho

  • Clientes poderão compartilhar dados e movimentação bancária com instituições financeiras

Bancos já começaram a enviar aos clientes algo como um pré-cadastro para a fase dois do open banking (ou sistema financeiro aberto). Santander e Banco do Brasil são exemplos, assim como o Itaú de instituições financeiras que já pedem a permissão para compartilhar as informações e movimentações bancárias pessoais entre bancos autorizados pelo Banco Central. As informações são da Exame Invest.

Leia também:

No entanto, os bancos afirmam que esse pré-cadastro, feito menos de um mês antes o sistema começar a valer no país, em 15 de julho.

No cadastro oficial, será necessário que as instituições sejam claras ao informar quais dados serão compartilhados e por quanto tempo essas informações poderão ser usadas. 

Segundo o Banco do Brasil, esse pré-cadastro serve apenas como manifestação de interesse em compartilhar informações, além de "aproximar o tema do cliente e fazer um sensoriamento sobre o interesse do cliente no tema, para retroalimentar estratégias de negócios e abordagens".

Início pra valer

O pedido de consentimento terá a primeira etapa no aplicativo e depois o cliente precisará fazer o login no app do banco escolhido para consentir o compartilhamento de dados. Isso acontecerá em 15 de julho, mas apenas 0,1% das instituições financeiras poderão participar nesse momento.

Somente em 2 de agosto, o uso do sistema será expandido para outros bancos, mas eles poderão enviar esse pedido apenas para 0,5% da base de clientes.

Em dezembro começa a fase 4 e, assim, terá início consentimento de compartilhamento de informações sobre investimentos, produtos de previdência e seguros. 

Benefícios

Com essa permissão para compartilhar dados, haverá mais competição entre os bancos, já que outras instituições podem ofertar produtos e serviços para quem usa os serviços de outros lugares, segundo o Banco Central. Isso pode resultar em melhores condições e até em tarifas mais baixas. 

Além disso, o sistema promete trazer uma experiência melhor e personalizada, já que os bancos conhecem o comportamento financeiros de quem abriu as informações. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos