Mercado fechará em 1 h 53 min
  • BOVESPA

    104.897,92
    +431,68 (+0,41%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.062,17
    +134,79 (+0,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,37
    +0,87 (+1,31%)
     
  • OURO

    1.779,70
    +17,00 (+0,96%)
     
  • BTC-USD

    54.971,85
    -1.441,76 (-2,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.392,54
    -49,22 (-3,41%)
     
  • S&P500

    4.511,98
    -65,12 (-1,42%)
     
  • DOW JONES

    34.409,98
    -229,81 (-0,66%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.598,50
    -390,00 (-2,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4152
    +0,0350 (+0,55%)
     

Preços têm forte alta com estoques nos EUA caindo diante de mercados apertados

·1 min de leitura
Bomba de petróleo na bacia de Permian, Texas

Por David Gaffen

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo subiram nesta quarta-feira, depois que os estoques de petróleo dos Estados Unidos, no maior local de armazenamento do país, atingiram sua mínima em três anos e os estoques de combustível caíram bruscamente, um sinal de aumento da demanda.

Os futuros do petróleo Brent fecharam em 85,82 dólares o barril, um ganho de 0,9% ou 0,74 dólar, e a máxima desde outubro de 2018.

O petróleo dos EUA (WTI) para novembro que expira na quarta-feira, fechou em 83,87 dólares, alta de 0,91 dólar, ou 1,1%. O contrato mais ativo do WTI para dezembro fechou em alta de 0,98 dólar para 83,42 dólares o barril.

Os preços do petróleo aumentaram à medida que a oferta ficou mais restrita, com a Organização dos Países Exportadores de Petróleo mantendo um lento aumento na oferta em vez de intervir para adicionar mais barris ao mercado, e conforme a demanda dos EUA aumentou.

"A forte demanda e as preocupações com uma queda nos estoques, quando as refinarias já operavam com taxas baixas durante a temporada de manutenção, está deixando as pessoas preocupadas com o que acontecerá quando as refinarias tiverem que aumentar a produção para atender a uma demanda muito forte por gasolina e derivados", disse Phil Flynn, analista sênior de energia do Price Futures Group em Chicago.

Os estoques de petróleo dos EUA caíram 431.000 barris na semana mais recente, disse a Administração de Informações de Energia dos EUA, contra as expectativas de um aumento. Os estoques de gasolina despencaram em mais de 5 milhões de barris com as refinarias cortando o processamento devido à manutenção. [EIA/S]

(Reportagem adicional de Sonali Paul em Melbourne e Koustav Samanta em Cingapura)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos