Mercado fechado

Preços sobem quase 3% com pequeno corte na produção pela Opep+

Modelos de barril de petróleo em 3D

Por Arathy Somasekhar

HOUSTON (Reuters) - Os preços do petróleo subiram cerca de 3% nesta segunda-feira, quando os membros da Opep+ concordaram com um pequeno corte de produção de 100.000 barris por dia para reforçar os preços.

Os contratos futuros de petróleo Brent para entrega em novembro fecharam em alta de 2,72 dólares, para 95,74 dólares por barril, um ganho de 2,92%.

Os preços subiram quase 4 dólares no início da sessão, mas foram domados por comentários da Casa Branca de que o presidente dos EUA, Joe Biden, estava comprometido a tomar todas as medidas necessárias para reforçar o fornecimento de energia e baixar os preços.

O petróleo dos EUA, WTI, subiu 2 dólares para 88,85 dólares por barril, um aumento de 2,3% após um ganho de 0,3% na sessão anterior, em sessão de baixo volume durante o feriado do Dia do Trabalho dos EUA.

A redução de 100.000 barris por dia (bpd) pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e seus aliados, um grupo conhecido como OPEP+, equivale a apenas 0,1% da demanda global. O grupo também concordou que poderia se reunir a qualquer momento para ajustar a produção antes da próxima reunião agendada em 5 de outubro.

"É a mensagem simbólica que o grupo quer enviar aos mercados mais do que qualquer coisa", disse o analista Craig Erlam da Oanda, acrescentando que o aumento de 100.000 bpd no mês passado pela Opep+ não foi visto como um grande negócio.

(Reportagem de Arathy Somasekhar em Houston e Noah Browning em Londres; com reportagem adicional de Florence Tan em Cingapura e Emily Chow em Kuala Lumpur)