Mercado abrirá em 4 h 3 min
  • BOVESPA

    116.230,12
    +95,66 (+0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.046,58
    +616,83 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,22
    -0,30 (-0,35%)
     
  • OURO

    1.722,90
    -7,60 (-0,44%)
     
  • BTC-USD

    20.157,13
    +245,86 (+1,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    456,52
    +11,09 (+2,49%)
     
  • S&P500

    3.790,93
    +112,50 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    30.316,32
    +825,43 (+2,80%)
     
  • FTSE

    7.002,97
    -83,49 (-1,18%)
     
  • HANG SENG

    18.087,97
    +1.008,46 (+5,90%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.558,50
    -82,25 (-0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1553
    -0,0126 (-0,24%)
     

Preços sobem com previsão da AIE sobre crescimento de demanda para 2022

Na imagem, barris de petróleo

Por Laura Sanicola

(Reuters) - Os preços do petróleo subiram mais de 2 dólares nesta quinta-feira, depois que a Agência Internacional de Energia elevou sua previsão de crescimento da demanda por petróleo para este ano, já que os preços crescentes do gás natural levaram alguns consumidores a optar pelo petróleo.

Os futuros do Brent avançaram 2,20 dólares, ou 2,3%, para 99,60 dólares por barril. Os futuros de petróleo bruto do WTI, dos EUA, fecharam em 2,41 dólares, ou 2,6%, para 94,34 dólares.

"Os preços do gás natural e da eletricidade atingiram novos recordes, incentivando a troca de gás para petróleo em alguns países", disse a agência em seu relatório mensal do petróleo, elevando sua perspectiva para a demanda de 2022 em 380.000 barris por dia.

Por outro lado, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) cortou sua previsão de 2022 para o crescimento da demanda mundial de petróleo, citando o impacto da invasão da Ucrânia pela Rússia, alta inflação e esforços para conter a pandemia.

A Opep espera que a demanda por petróleo em 2022 aumente 3,1 milhões de barris por dia (bpd), uma queda de 260.000 bpd em relação à previsão anterior. Ainda vê um número geral de demanda global de petróleo mais alto do que a AIE para 2022.

Os preços também foram impulsionados pela ampliação de perdas do dólar norte-americano em relação a outras moedas importantes depois que um relatório mostrou que a inflação dos EUA não estava tão alta quanto o esperado em julho, levando os traders a reduzirem as expectativas de aumentos de juros pelo Federal Reserve.

(Reportagem de Laura Sanicola, com reportagem adicional de Ahmad Ghaddar em Londres e Muyu Xu em Cingapura)

((Tradução Redação São Paulo))