Mercado fechará em 1 h 7 min
  • BOVESPA

    112.041,56
    +2.323,62 (+2,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.636,73
    +176,18 (+0,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,94
    -2,40 (-2,54%)
     
  • OURO

    1.817,50
    +10,30 (+0,57%)
     
  • BTC-USD

    24.151,85
    -58,48 (-0,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    573,94
    +2,66 (+0,47%)
     
  • S&P500

    4.265,35
    +58,08 (+1,38%)
     
  • DOW JONES

    33.671,80
    +335,13 (+1,01%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.532,00
    +220,75 (+1,66%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2072
    -0,1165 (-2,19%)
     

Preços do petróleo terminam semana em mínimas de vários meses com temores de recessão

Por Laura Sanicola

(Reuters) - Os preços do petróleo fecharam em alta nesta sexta-feira, recuperando algumas das perdas da semana com os fortes dados de crescimento do emprego nos EUA, mas o desempenho semanal atingiu os níveis mais baixos desde fevereiro, abalados por preocupações de que uma recessão possa afetar a demanda por combustível.

O Brent fechou em alta de 0,80 dólar, a 94,92 dólares o barril, 11% abaixo do fechamento da última sexta-feira. Nos EUA, o barril terminou em alta de 0,47 dólar, para 89,01 dólares, queda de 8% na semana.

O crescimento do emprego nos EUA acelerou inesperadamente em julho, informou o Departamento do Trabalho do país.

"Os dados econômicos fortes estão apoiando o aumento do mercado de petróleo hoje", disse Bob Yawger, diretor de futuros de energia da Mizuho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos