Mercado fechará em 3 h 38 min
  • BOVESPA

    103.541,31
    +2.766,74 (+2,75%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.548,88
    +541,72 (+1,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,01
    -0,56 (-0,85%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -16,20 (-0,91%)
     
  • BTC-USD

    56.609,80
    -1.902,51 (-3,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.447,68
    +8,80 (+0,61%)
     
  • S&P500

    4.545,26
    +32,22 (+0,71%)
     
  • DOW JONES

    34.423,32
    +401,28 (+1,18%)
     
  • FTSE

    7.128,92
    -39,76 (-0,55%)
     
  • HANG SENG

    23.788,93
    +130,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.909,00
    +39,25 (+0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3900
    -0,0568 (-0,88%)
     

Preços do petróleo têm 3ª queda semanal seguida

·1 min de leitura
Funcionário segura amostra de petróleo.

Por Stephanie Kelly

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo caíram nesta sexta-feira, eliminando os ganhos da sessão anterior, com preocupações de que o Federal Reserve dos Estados Unidos acelerará os planos de aumentar as taxas de juros para controlar a inflação.

Os contratos futuros do petróleo Brent caíram 0,70 dólar, ou 0,8%, para fechar em 82,17 dólares o barril. O petróleo dos EUA (WTI) recuou 0,80 dólar, ou 1%, para fechar em 80,79 dólares o barril.

Ambas as marcas de referência caíram pela terceira semana consecutiva, atingidas pelo fortalecimento do dólar e especulações de que o governo do presidente Joe Biden poderia liberar petróleo da Reserva Estratégica de Petróleo dos EUA para aliviar os preços. Em uma base semanal, o Brent caiu 0,7%, enquanto o WTI caiu 0,6%.

"Esta semana foi um bom lembrete para os mercados de petróleo que os preços não são afetados apenas pela trajetória de oferta e demanda, mas também pelas previsões de política monetária e por formas de intervenção governamental", disse Louise Dickson, analista sênior de mercados de petróleo da Rystad Energy. "Taxas de juros mais altas proporcionariam ainda mais apoio ao dólar e ainda mais pressão baixista sobre os preços do petróleo."

A secretária de Energia dos EUA, Jennifer Granholm, disse na segunda-feira que Biden poderia agir já esta semana para lidar com a alta nos preços da gasolina.

(Reportagem adicional de Noah Browning em Londres, Sonali Paul em Melbourne e Koustav Samanta em Cingapura)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos