Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.580,79
    +234,97 (+0,21%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.304,04
    -72,85 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,45
    +0,68 (+0,62%)
     
  • OURO

    1.864,80
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    29.607,67
    +385,76 (+1,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    660,10
    +4,27 (+0,65%)
     
  • S&P500

    3.941,48
    -32,27 (-0,81%)
     
  • DOW JONES

    31.928,62
    +48,38 (+0,15%)
     
  • FTSE

    7.484,35
    -29,09 (-0,39%)
     
  • HANG SENG

    20.112,10
    -357,96 (-1,75%)
     
  • NIKKEI

    26.600,06
    -148,08 (-0,55%)
     
  • NASDAQ

    11.815,50
    +44,50 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1661
    -0,0061 (-0,12%)
     

Preços do petróleo sobem para US$89 com tensões entre Rússia e Ucrânia

·1 min de leitura
Visão aérea de uma plataforma da Petrobras na Bacia de Campos, a P-52

Por Alex Lawler

LONDRES (Reuters) - O petróleo subia para 89 dólares o barril nesta quarta-feira, apoiado por uma oferta apertada e tensões geopolíticas na Europa e no Oriente Médio que levantam preocupações sobre mais interrupções.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse na terça-feira que consideraria sanções pessoais ao presidente Vladimir Putin se a Rússia invadir a Ucrânia. Na segunda-feira, o movimento Houthi do Iêmen lançou um ataque com mísseis contra uma base dos Emirados Árabes Unidos.

"A ansiedade sobre possíveis interrupções no fornecimento no Oriente Médio e na Rússia está fornecendo alimento de alta para o mercado de petróleo", disse Stephen Brennock, da corretora de petróleo PVM.

O petróleo Brent subia 0,76 dólar, ou 0,86%, a 88,96 dólares por barril, às 8:14 (horário de Brasília).

O petróleo dos Estados Unidos avançava 0,56 dólar, ou 0,65%, a 86,16 dólares por barril.

(Por Yuka Obayashi)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos