Mercado fechará em 4 h 36 min
  • BOVESPA

    101.238,80
    +315,91 (+0,31%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.276,05
    +350,44 (+0,67%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,38
    +0,74 (+1,09%)
     
  • OURO

    1.953,60
    -29,20 (-1,47%)
     
  • Bitcoin USD

    27.999,73
    +4,16 (+0,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    613,05
    +8,00 (+1,32%)
     
  • S&P500

    3.986,54
    +34,97 (+0,88%)
     
  • DOW JONES

    32.489,81
    +245,23 (+0,76%)
     
  • FTSE

    7.527,88
    +124,03 (+1,68%)
     
  • HANG SENG

    19.258,76
    +258,05 (+1,36%)
     
  • NIKKEI

    26.945,67
    -388,12 (-1,42%)
     
  • NASDAQ

    12.762,50
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6459
    +0,0235 (+0,42%)
     

Preços do petróleo sobem mais de 3% com Fed aliviando preocupações com alta das taxas

Por Stephanie Kelly

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo subiram mais de 3% nesta terça-feira, depois que o presidente do banco central dos EUA acalmou as preocupações do mercado com os aumentos das taxas de juros, enquanto a recuperação da demanda na China também impulsionou os preços.

Os contratos futuros de petróleo Brent subiram 2,70 dólares, ou 3,3%, para 83,69 dólares o barril, enquanto os contratos futuros de petróleo dos EUA (WTI) avançaram 3,03 dólares, ou 4,1%, para 77,14 dólares por barril.

O presidente do Federal Reserve dos EUA, Jerome Powell, disse nesta terça-feira que dados muito fortes sobre empregos divulgados na semana passada simplesmente afirmavam que o banco central tem algum caminho a percorrer para aumentar as taxas.

Embora recusando-se a dizer se o conhecimento prévio sobre o vigor dos dados teria afetado o aumento da taxa de 25 pontos-base da semana passada, Powell disse ao Economic Club de Washington que os números de empregos de janeiro mostram "por que este será um processo que leva um período significativo de tempo" quando se trata de apertar a política monetária.

O índice do dólar americano caiu após os dados, elevando os preços do petróleo. Os aumentos das taxas de juros normalmente fortalecem o dólar, o que pode tornar o petróleo mais caro para compradores fora dos EUA.

A previsão de demanda mais forte na China também elevou os preços do petróleo nesta terça-feira. A Agência Internacional de Energia espera que metade do crescimento da demanda global de petróleo neste ano venha da China, disse o chefe da agência no domingo, acrescentando que a demanda por combustível de aviação está aumentando.

(Reportagem de Stephanie Kelly em Nova York; reportagem adicional de Ahmad Ghaddar em Londres e Sudarshan Varadhan em Cingapura)