Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.892,57
    -443,07 (-0,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Preços do petróleo sobem com produtores e refinarias avaliando danos de tempestade

·2 minuto de leitura
Imagem de satélite da tempestade tropial Ida

Por Jessica Resnick-Ault

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo avançaram nesta segunda-feira, enquanto plataformas, refinarias e oleodutos da costa do Golfo dos Estados Unidos enfrentaram incertezas relacionadas aos cronogramas de reinicialização após o Furacão Ida causar estragos na região.

Os ganhos foram limitados a medida que a Opep+ pareceu pronta para seguir com o aumento planejado de produção de petróleo.

A marca de referência mundial Brent fechou em 73,41 dólares o barril, alta de 0,71 dólar ou 0,98%, após atingir máxima da sessão de 73,69 dólares, maior nível desde 2 de agosto.

Já os contratos futuros do petróleo dos EUA avançaram 0,47 dólar, ou 0,68%, para 69,21 dólares o barril.

Dentro de 12 horas após chegar à costa, o Ida havia enfraquecido para um furacão de categoria 1 e desde então caiu para um status de tempestade tropical. Centenas de plataformas de produção de petróleo foram evacuadas antes da tempestade e quase toda a produção marítima de petróleo do Golfo, ou 1,74 milhão de barris por dia, foi suspensa.

Depois de ventos e chuvas fortes, quase 1,2 milhão de residências e empresas em Louisiana e Mississippi ficaram sem energia nesta segunda-feira e o movimento da tempestade para o interior mudou o foco do mercado de petróleo para quando as refinarias podem reiniciar. [REF/OUT]

Os operadores de gasoduto de petróleo e gás checaram danos. As concessionárias de energia alertaram que os clientes nas áreas mais afetadas poderiam enfrentar interrupções prolongadas.

"Estamos esperando para ver o quanto as refinarias serão afetadas pelas quedas de energia", disse John Kilduff, sócio da Again Capital Management em Nova York. "Haverá uma prestação de contas a ser feita no final desta semana, conforme os danos são avaliados - eu daria algum tempo para respirar, como um bom vinho", disse ele.

(Reportagem Adicional de Aaron Sheldrick e Alex Lawler)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos