Mercado fechará em 2 h 27 min
  • BOVESPA

    110.830,59
    -2.752,41 (-2,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.116,56
    -481,97 (-0,93%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,19
    -0,26 (-0,34%)
     
  • OURO

    1.737,00
    -15,00 (-0,86%)
     
  • BTC-USD

    41.339,02
    -1.760,80 (-4,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.019,63
    -37,52 (-3,55%)
     
  • S&P500

    4.360,32
    -82,79 (-1,86%)
     
  • DOW JONES

    34.331,49
    -537,88 (-1,54%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.500,39
    +291,61 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.792,25
    -402,50 (-2,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3507
    +0,0439 (+0,70%)
     

Preços do petróleo sobem 3% após parada de produção em plataforma da Pemex

·1 minuto de leitura
Logo da Pemex em instalação da empresa em Monterrey

Por Jessica Resnick-Ault

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo subiram 3% nesta terça-feira, depois que o México sofreu uma grande paralisação de produção devido a um incêndio em plataforma de petróleo e também após aprovação regulatória dos EUA sobre vacinas para Covid-19 .

Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em alta de 2,30 dólares, ou 3,4%, em 71,05 dólares o barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) subiu 1,90 dólar, ou 2,9%, para fechar a 67,54 dólares.

O petróleo avançou mais de 8% na semana, se recuperando após o recuo de 7,6% da semana passada, na pior queda semanal dos futuros do petróleo em nove meses.

Os investidores ficaram mais otimistas sobre a luta contínua contra o vírus após a Food and Drug Administration dos EUA emitir na segunda-feira a aprovação total para a vacina de duas doses da Pfizer/BioNTech, sendo que havia autorização para uso emergencial em dezembro do ano passado.

Analistas disseram que o aparente sucesso da China na luta contra a variante Delta do coronavírus também impulsionou o sentimento de demanda, sem casos de infecções transmitidas localmente nos últimos dados.

"As preocupações de que não veremos um 'shutdown' mundial devido à variante Delta estão diminuindo", disse Gary Cunningham, diretor de pesquisa de mercado da Tradition Energy em Stamford, Connecticut.

(Reportagem de Jessica Jaganathan em Cingapura e Ahmad Ghaddar em Londres)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos