Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -2,46 (-2,61%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +11,70 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    24.689,02
    +648,96 (+2,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +268,75 (+2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2024
    -0,1213 (-2,28%)
     

Preços de petróleo se aproximam de US$80 com mercado ignorando Ômicron

·1 min de leitura

Por Ahmad Ghaddar

LONDRES (Reuters) - Os preços do petróleo ampliaram os ganhos nesta terça-feira, com o Brent sendo negociado perto de 80 dólares o barril, apesar da rápida disseminação da variante Ômicron do coronavírus, apoiado por interrupções no fornecimento e expectativas de que os estoques dos EUA tenham caído na semana passada.

O petróleo Brent subia 1,04 dólares, ou 1,3%, para 79,64 dólares o barril às 8h19 (horário de Brasília). O petróleo nos EUA (WTI) avançava 1,15 dólares, ou 1,5%, para 76,72 dólares.

Ambos os contratos foram negociados em seu nível mais alto em um mês.

"O suporte também vem de interrupções na produção agregada no Equador, Líbia e Nigéria e a expectativa de outra grande queda nos estoques de petróleo dos EUA", disse o analista de petróleo do UBS Giovanni Staunovo.

Os três produtores de petróleo declararam força maior neste mês em parte de sua produção de petróleo por causa de problemas de manutenção e paralisações de campos petrolíferos.

Ao mesmo tempo, uma pesquisa preliminar da Reuters mostrou na segunda-feira que os estoques de petróleo bruto dos EUA provavelmente caíram pela quinta semana consecutiva, enquanto os estoques de gasolina permaneceram praticamente inalterados na semana passada.

Investidores aguardam uma reunião da OPEP+ em 4 de janeiro, na qual a aliança decidirá se vai em frente com um aumento planejado de produção da ordem de 400.000 barris por dia em fevereiro.

Em sua última reunião, a OPEP+ manteve seus planos de aumentar a produção em janeiro, apesar da Ômicron.

(Reportagem adicional de Mohi Narayan e Naveen Thukral em Nova Délhi)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos