Mercado abrirá em 4 h 24 min
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,21 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,21
    -0,74 (-1,00%)
     
  • OURO

    1.810,80
    -6,40 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    39.653,07
    -2.122,58 (-5,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    965,61
    +15,71 (+1,65%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,03 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.090,52
    +58,22 (+0,83%)
     
  • HANG SENG

    26.235,80
    +274,77 (+1,06%)
     
  • NIKKEI

    27.781,02
    +497,43 (+1,82%)
     
  • NASDAQ

    15.030,75
    +75,00 (+0,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1550
    -0,0330 (-0,53%)
     

Preços do petróleo recuam em meio a temores com economia

·1 minuto de leitura
Atividade de extração de petróleo em Nefteyugansk, Rússia

Por Laila Kearney

NOVA YORK (Reuters) - O petróleo recuou nesta segunda-feira devido a preocupações de que a disseminação de variantes da Covid-19 prejudique a recuperação econômica global que trouxe a demanda por combustíveis para níveis próximos aos pré-pandemia, embora a oferta restrita da commodity tenha impedido que os preços caíssem ainda mais.

O petróleo Brent para setembro fechou em queda de 0,39 dólar, ou 0,5%, a 75,16 dólares por barril. Já o petróleo dos Estados Unidos (WTI) para agosto fechou cotado a 74,10 dólares o barril, queda de 0,46 dólar, ou 0,6%.

Ambas as referências recuaram cerca de 1% na semana passada, interrompendo um rali que havia levado tanto o WTI quanto o Brent a patamares que não eram vistos desde outubro de 2018.

Tóquio voltou a impor restrições relacionadas à pandemia devido a preocupações com as infecções pelo coronavírus, menos de duas semanas antes de a cidade sediar os Jogos Olímpicos.

"Isso gerou, mais uma vez, temores no mercado quanto à recuperação da demanda", disse John Kilduff, sócio da Again Capital em Nova York. "A Ásia, obviamente, é essencial. É um centro-chave de demanda, e este é um grande revés."

A disseminação de novas variantes e a desigualdade do acesso a vacinas ameaçam a recuperação econômica global, afirmaram ministros das Finanças do G20 neste final de semana. Os comentários pesaram sobre o cenário da demanda por petróleo.

(Reportagem adicional de Noah Browning em Londres)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos