Mercado abrirá em 34 mins
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,82 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,44 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,55
    +0,79 (+0,94%)
     
  • OURO

    1.802,40
    +6,10 (+0,34%)
     
  • BTC-USD

    63.044,23
    +2.254,64 (+3,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,70 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,92 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.233,36
    +28,81 (+0,40%)
     
  • HANG SENG

    26.132,03
    +5,10 (+0,02%)
     
  • NIKKEI

    28.600,41
    -204,44 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    15.371,50
    +30,50 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5676
    -0,0132 (-0,20%)
     

Preços do petróleo recuam com realização de lucros; ficam próximos a máximas de anos

·1 minuto de leitura
Plataforma marítima de petróleo no Golfo de México.

Por Scott DiSavino

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo caíram nesta quarta-feira com preocupações de que o crescimento da demanda de petróleo iria desacelerar, o que consumiu ganhos recentes que levaram os preços a máximas de vários anos nas últimas sessões.

Os analistas observaram que alguns traders provavelmente realizaram lucros com o petróleo dos EUA depois que os futuros do WTI atingiram suas máximas desde outubro de 2014, durante as últimas três sessões.

Os futuros do petróleo Brent caíram 0,24 dólar, ou 0,3%, para fechar a 83,18 dólares o barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) recuou 0,20 dólar, ou 0,3%, para 80,44 dólares.

Os preços ficaram sob pressão no início, quando a China, o maior importador de petróleo do mundo, divulgou dados mostrando que as importações de setembro caíram 15% em relação ao ano anterior.

A escassez de carvão e gás natural na China, Europa e Índia impulsionou os preços dos combustíveis usados para geração de eletricidade. Os produtos de petróleo estão sendo usados como substitutos.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) reduziu sua previsão de crescimento da demanda mundial de petróleo para 2021, mantendo sua visão para 2022.

Mas a Opep disse que a alta nos preços do gás natural pode aumentar a demanda por derivados de petróleo.

(Reportagem de adicional de Sonali Paul em Melbourne e Florence Tan em Singapura e Noah Browning em Londres)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos