Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.794,28
    -1.268,26 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.192,33
    +377,16 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,67
    +0,06 (+0,08%)
     
  • OURO

    1.753,10
    -3,60 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    47.675,41
    -388,39 (-0,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.209,85
    -23,43 (-1,90%)
     
  • S&P500

    4.473,75
    -6,95 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    34.751,32
    -63,07 (-0,18%)
     
  • FTSE

    7.027,48
    +10,99 (+0,16%)
     
  • HANG SENG

    24.667,85
    -365,36 (-1,46%)
     
  • NIKKEI

    30.323,34
    -188,37 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    15.503,50
    -14,25 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2016
    +0,0056 (+0,09%)
     

Preços do petróleo recuam com avanço da pandemia e restauração de abastecimento do México

·1 minuto de leitura

Por Laura Sanicola

NOVA YORK (Reuters) - O petróleo fechou em queda nesta quinta-feira, quebrando uma forte alta de três dias, diante de novas preocupações sobre demanda devido ao aumento de infecções de Covid-19 e à medida que o México restaura parte da produção após um incêndio interromper o abastecimento.

As perdas foram limitadas pelo potencial de outras interrupções de ofertas. As empresas de energia se prepararam para a possibilidade de uma tempestade forte atingir a Costa do Golfo dos Estados Unidos neste fim de semana.

O Brent fechou em queda de 1,18 dólar, ou 1,6%, em 71,07 dólares o barril. O petróleo dos EUA (WTI) recuou 0,94 dólar, ou 1,4% em 67,42 dólares o barril.

Novos surtos de Covid-19, impulsionados pela variante Delta, aumentaram preocupações sobre a força da recuperação econômica mundial.

O petróleo também foi prejudicado por ampla fraqueza nos mercados de ações no final do dia, disseram analistas.

O México começou a restaurar a produção depois que um incêndio em uma plataforma no mar, no domingo, derrubou mais de 400 mil barris por dia (bpd) de produção. Na terça-feira, a estatal Petroleos Mexicanos (Pemex) havia recuperado 71 mil bpd de produção e esperava adicionar mais 110 mil bpd esta semana.

(Por Laura Sanicola em Nova York, reportagem adicional de Dmitri Zhdannikov em Londres, Aaron Sheldrick em Tóquio e Dmitry Zhdannikov em Londres)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos