Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    49.592,44
    +2.274,28 (+4,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Preços do petróleo oscilam acima de mínima de seis semanas

·1 min de leitura
Plataforma da Petrobras durante fase de construção no litoral do Rio de Janeiro

Por Jessica Resnick-Ault

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo subiram ligeiramente nesta quinta-feira após cair para mínimas de seis semanas, com os investidores perguntando sobre o quanto petróleo as grandes economias iriam liberar a partir de suas reservas estratégicas e quanto isso iria aliviar as pressões da demanda global da commodity.

Os preços caíram para mínimas de seis semanas no início da sessão, enquanto a China disse que estava se movendo para utilizar as reservas. Na quarta-feira, a Reuters informou que os Estados Unidos estavam pedindo às grandes nações consumidoras que considerassem a liberação dos estoques para reduzir preços.

A tentativa de Washington de aliviar os mercados, pedindo à China que participe de uma ação coordenada pela primeira vez, ocorre no momento em que os altos preços da gasolina e outras pressões inflacionárias geram uma reação política.

"O Japão e a Coreia do Sul mostraram resistência em liberar reservas, então estamos voltando um pouco", disse Phil Flynn, analista sênior do Price Futures Group em Chicago. "O mercado vai continuar nervoso, porque aguarda (informações)."

O petróleo Brent fechou em alta de 0,96 dólar, ou 1,2%, a 81,24 dólares o barril. A mínima da sessão de 79,28 dólares foi o menor patamar desde 7 de outubro.

O petróleo dos EUA (WTI) fechou em alta de 0,65 dólar, ou 0,8%, a 79,01 dólares o barril. E também caiu durante a sessão para a mínima desde o início do mês passado a 77,08 dólares.

(Reportagem adicional de Aaron Sheldrick e Noah Browning)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos