Mercado fechará em 2 h 4 min
  • BOVESPA

    111.672,46
    +762,85 (+0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.474,45
    +300,39 (+0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,36
    +2,16 (+2,76%)
     
  • OURO

    1.766,80
    +3,10 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    16.860,79
    +451,69 (+2,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    400,56
    -0,13 (-0,03%)
     
  • S&P500

    3.954,35
    -3,28 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    33.692,39
    -160,14 (-0,47%)
     
  • FTSE

    7.587,51
    +75,51 (+1,01%)
     
  • HANG SENG

    18.597,23
    +392,55 (+2,16%)
     
  • NIKKEI

    27.968,99
    -58,85 (-0,21%)
     
  • NASDAQ

    11.567,00
    +42,25 (+0,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4222
    -0,0344 (-0,63%)
     

Preços do petróleo caem US$ 3 com aumento de casos de Covid na China e dólar mais firme

Barris de petróleo em miniatura 3D

Por Laura Sanicola

(Reuters) - Os preços do petróleo caíram cerca de 3 dólares nesta segunda-feira, puxados para baixo por um dólar norte-americano mais firme, enquanto o aumento dos casos de coronavírus na China frustrou as esperanças de uma rápida reabertura da economia para o maior importador de petróleo do mundo.

Os futuros de petróleo Brent caíram 2,85 dólares, ou 3%, a 93,14 dólares por barril, depois de ganhar 1,1% na sexta-feira. Os futuros de petróleo nos EUA (WTI) caíram 3,09 dólares, ou 3,47%, para 85,87 dólares, após avançar 2,9% na sexta-feira.

Na sexta-feira, os preços das commodities subiram depois que a Comissão Nacional de Saúde da China ajustou suas medidas de prevenção e controle da Covid para encurtar os tempos de quarentena para contatos próximos de casos e viajantes que chegam.

Mas os casos de Covid-19 aumentaram na China no fim de semana, com Pequim e outras grandes cidades relatando na segunda-feira infecções recordes.

"O aumento nos casos de Covid só levará a mais bloqueios no curto prazo... por enquanto, a China não é uma fonte de apoio otimista para o complexo petrolífero", disse John Kilduff, sócio da Again Capital LLC em Nova York.

O dólar norte-americano também subiu em relação ao euro e ao iene, com os investidores se preparando para possíveis aumentos nas taxas de juros do Federal Reserve dos EUA depois que um formulador de políticas disse que estava sendo exagerado os dados mais frios da inflação nos EUA da semana passada.

Um dólar mais forte torna as commodities denominadas em dólar mais caras para os detentores de outras moedas e tende a pesar sobre o petróleo e outros ativos de risco.

Enquanto isso, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) cortou sua previsão para o crescimento da demanda global de petróleo neste ano e no próximo, citando ventos econômicos contrários.

(Por Laura Sanicola; Reportagem adicional de Noah Browning, Florence Tan e Emily Chow)