Mercado abrirá em 9 h 21 min

Preços do petróleo caem diante de avanço da Covid-19 e temor de sobreoferta

Por Stephanie Kelly
·1 minuto de leitura
Atividades de produção de petróleo perto de Midland, no Texas, EUA
Atividades de produção de petróleo perto de Midland, no Texas, EUA

Por Stephanie Kelly

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo recuaram nesta sexta-feira, pressionados por preocupações de que uma segunda onda de casos de Covid-19 nos Estados Unidos e Europa continue prejudicando a demanda nas duas principais regiões consumidoras de combustíveis do mundo.

A Opep+, grupo que inclui a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e aliados como a Rússia, teme que uma segunda onda prolongada da pandemia e um salto na produção da Líbia possam empurrar o mercado do petróleo para uma sobreoferta no ano que vem, de acordo com documento confidencial visto pela Reuters.

Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em queda de 0,23 dólar, a 42,93 dólares por barril, enquanto os futuros do petróleo dos EUA (WTI) recuaram 0,08 dólar, para 40,88 dólares o barril.

O Brent avançou 0,2% na semana, enquanto o WTI acumulou ganho de 0,7%.

"A realidade é que estamos vendo agora um avanço bastante ativo da pandemia pela Europa e ela está voltando a se espalhar pela América do Norte, e isso possivelmente vai afetar a recuperação da demanda por petróleo", disse Lachlan Shaw, diretor de pesquisas em commodities do National Bank of Australia.

Alguns países europeus voltaram a impor toques de recolher e "lockdowns" para combater uma nova alta no número de casos de coronavírus, com o Reino Unido passando a aplicar medidas de restrição mais rígidas em Londres nesta sexta-feira.

(Reportagem de Stephanie Kelly em Nova York; reportagem adicional de Dmitry Zhdannikov em Londres, Yuka Obayashi em Tóquio e Florence Tan em Singapura)