Mercado abrirá em 5 h 14 min
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,32 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -909,02 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,76
    +0,62 (+0,73%)
     
  • OURO

    1.838,70
    +6,90 (+0,38%)
     
  • BTC-USD

    35.316,11
    +85,77 (+0,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    815,94
    +573,26 (+236,22%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,03 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.723,80
    -241,75 (-0,97%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    14.554,75
    +128,25 (+0,89%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1713
    -0,0187 (-0,30%)
     

Preços do petróleo avançam para máxima em um mês com recuo de receios sobre Ômicron

·1 min de leitura
Extração de petróleo no condado de Loving, Texas (EUA)

Por Stephanie Kelly

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo subiram mais de 2% nesta segunda-feira, para a máxima desde o final de novembro, na esperança de que a variante do coronavírus Ômicron terá um impacto limitado na demanda global em 2022, mesmo com o aumento de casos causando o cancelamento de voos.

O petróleo Brent subiu 2,46 dólares, ou 3,2%, para fechar a 78,60 dólares o barril. O petróleo dos EUA avançou 1,78 dólar, ou 2,4%, para fechar em 75,57 dólares o barril. O mercado dos EUA estava fechado na sexta-feira devido ao feriado.

Ambas as marcas de referência subiram nesta segunda-feira para uma máxima desde 26 de novembro.

O petróleo despencou mais de 10% desde quando os relatórios de uma nova variante apareceram pela primeira vez. Os contratos de referência avançaram na semana passada depois que os primeiros dados sugeriram que a Ômicron poderia causar um nível mais brando de doença.

"Embora a Ômicron esteja se espalhando mais rápido do que qualquer variante do Covid-19, uma notícia relativamente aliviadora é que a maioria das pessoas infectadas com Ômicron está apresentando sintomas leves, pelo menos até agora", disse Leona Liu, analista do DailyFX de Cingapura.

Os preços do petróleo subiram mais de 50% este ano, apoiados por recuperação de demanda e cortes de oferta pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados, conhecidos como Opep+.

A Opep+ manteve os planos em sua última reunião de aumentar a produção em janeiro, apesar da Ômicron.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos