Mercado abrirá em 7 h 30 min
  • BOVESPA

    112.282,28
    +2.032,55 (+1,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.338,34
    +510,21 (+1,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,38
    +0,15 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.764,60
    -14,20 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    43.868,40
    +1.748,40 (+4,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.103,86
    +63,38 (+6,09%)
     
  • S&P500

    4.395,64
    +41,45 (+0,95%)
     
  • DOW JONES

    34.258,32
    +338,48 (+1,00%)
     
  • FTSE

    7.083,37
    +102,39 (+1,47%)
     
  • HANG SENG

    24.382,47
    +160,93 (+0,66%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.199,50
    +36,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2164
    +0,0076 (+0,12%)
     

Preços do petróleo avançam mais de 1% com tensão no Oriente Médio

·1 minuto de leitura
Bombeamento de petróleo no condado de Loving, Texas (EUA)

Por Stephanie Kelly

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo avançaram mais de 1% nesta quinta-feira, com aumento de tensão no Oriente Médio, mas ganhos foram limitados diante de novas restrições para conter o surto de casos de Covid-19, que está ameaçando a recuperação da demanda de energia mundial.

Os contratos futuros do Brent avançaram 0,91 dólar, ou 1,3%, para fechar a 71,29 dólares o barril, após queda anterior abaixo dos 70 dólares pela primeira vez desde 21 de julho. Os futuros do petróleo dos EUA (WTI) avançaram 0,94 dólar, ou 1,4%, para fechar em 69,09 dólares o barril.

Ambas as marcas de referência recuaram mais de 2 dólares na quarta-feira, para uma mínima de duas semanas.

"Ontem realmente tudo era sobre preocupações com a variante Delta, e hoje havia preocupações de que talvez tenhamos exagerado", disse Phil Flynn, analista sênior do Price Futures Group em Chicago. "Também vimos um aumento no risco geopolítico".

Jatos israelenses atingiram o que seus militares disseram ser locais de lançamento de foguete no Líbano, mais cedo nesta quinta-feira, em resposta à dois foguetes lançados em direção à Israel do território libanês, em escalada de hostilidade de fronteira diante de aumento das tensões com o Irã.

(Reportagem de Stephanie Kelly em Nova York; Reportagem Adicional de Ron Bousso em Londres e Jessica Jaganathan em Cingapura)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos