Mercado fechará em 22 mins
  • BOVESPA

    106.019,66
    -1.715,35 (-1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.848,10
    -171,95 (-0,33%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,74
    +1,24 (+1,50%)
     
  • OURO

    1.794,40
    +12,50 (+0,70%)
     
  • BTC-USD

    60.854,23
    -1.992,10 (-3,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.449,19
    -53,84 (-3,58%)
     
  • S&P500

    4.551,90
    +2,12 (+0,05%)
     
  • DOW JONES

    35.745,19
    +142,11 (+0,40%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.353,25
    -125,50 (-0,81%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5884
    +0,0074 (+0,11%)
     

Preços do petróleo avançam e atingem máxima de 2 meses com preocupações de oferta

·2 minuto de leitura

Por Jessica Resnick-Ault

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo subiram nesta quinta-feira, com o Brent atingindo sua máxima em mais de dois meses, apoiado pela crescente demanda de combustível e uma queda nos estoques de petróleo dos EUA, uma vez que a produção permaneceu prejudicada no Golfo do México após dois furacões.

As preocupações com a oferta fizeram com que os fundos assumissem posições mais longas, disseram analistas.

O Brent fechou em alta de 1,06 dólar, ou 1,4%, em 77,25 dólares o barril, a máxima desde meados de julho. O petróleo dos EUA (WTI) avançou 1,07 dólar, ou 1,5%, para 73,30 dólares o barril.

"A realidade está se estabelecendo - há mais conversas sobre a redução dos estoques globais e há preocupações sobre os problemas de abastecimento que estão chegando ao inverno (do Hemisfério Norte)", disse Phil Flynn, analista sênior do Price Futures Group em Chicago. Um apoio adicional pode vir à medida que a Casa Branca assumir uma posição mais dura em relação ao Irã, disse ele.

Na quarta-feira, ambos os contratos saltaram 2,5% depois que a Administração de Informação de Energia dos EUA disse que os estoques de petróleo do país na semana de 17 de setembro caíram 3,5 milhões de barris para 414 milhões - a mínima desde outubro de 2018.[EIA/S]

Também apoiando os preços, alguns membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus aliados têm tentado com dificuldades aumentar a produção após anos de subinvestimento ou atrasos no trabalho de manutenção durante a pandemia.

Na quarta-feira, o ministro do petróleo do Iraque disse que a Opep+ estava trabalhando para manter o petróleo perto de 70 dólares por barril, enquanto a economia global se recupera. O grupo se reunirá no dia 4 de outubro.

(Por Jessica Resnick-Ault em Nova York e Bozorgmehr Sharafedin em Londres, reportagem adicional de Sonali Paul em Melbourne e Koustav Samanta em Cingapura)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos