Mercado abrirá em 4 h 29 min
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,82 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,44 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,43
    +0,67 (+0,80%)
     
  • OURO

    1.799,70
    +3,40 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    62.690,47
    +1.885,08 (+3,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,70 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,92 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.227,96
    +23,41 (+0,32%)
     
  • HANG SENG

    26.112,77
    -14,16 (-0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.600,41
    -204,44 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    15.366,50
    +25,50 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5781
    -0,0027 (-0,04%)
     

Preços do petróleo avançam com perspectivas de aumento da demanda

·2 minuto de leitura
Preços de petróleo avançam 3% com previsão de melhora na demanda dos EUA

Por David Gaffen

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo subiram 1% nesta quinta-feira, depois que a maior produtora de petróleo, Arábia Saudita, rejeitou os pedidos de oferta adicional da Opep+ e a Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) disse que a alta nos preços do gás natural poderia impulsionar a demanda por petróleo dos geradores de energia.

O mercado ignorou em grande parte um aumento inesperadamente grande nos estoques de petróleo dos EUA, uma vez que as refinarias cortaram a produção em um período geralmente mais lento para essas instalações.

Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em alta de 0,82 dólar, a 84 dólares o barril, um ganho de 1%, e na máxima de fechamento desde outubro de 2018. Os futuros do petróleo dos EUA (WTI) encerraram em alta de 0,87 dólar, a 81,31 dólares o barril, tocando outra máxima de fechamento, de sete anos.

A demanda de petróleo deve aumentar em meio milhão de barris por dia (bpd) à medida que o setor de energia e as indústrias pesadas mudam, deixando fontes de energia mais caras, disse a IEA, alertando que a crise energética pode provocar inflação e desacelerar o crescimento econômico mundial.

Em relatório mensal, a IEA aumentou sua previsão de crescimento da demanda global de petróleo em 2022, em 210.000 bpd, e agora espera que a demanda total de petróleo em 2022 alcance 99,6 milhões de bpd, ligeiramente acima dos níveis pré-pandêmicos.

A Casa Branca está em discussões com produtores de petróleo e gás sobre os custos do combustível, com os preços da gasolina no varejo em máximas de sete anos e com expectativa de aumento das contas de aquecimento no inverno. A Casa Branca também instou a Opep+ a aumentar a produção.

(Reportagem de David Gaffen)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos