Mercado abrirá em 41 mins
  • BOVESPA

    121.801,21
    -1.775,35 (-1,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.195,43
    -438,48 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,17
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.815,10
    +0,60 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    37.954,32
    -405,79 (-1,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    943,45
    +16,68 (+1,80%)
     
  • S&P500

    4.402,66
    -20,49 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    34.792,67
    -323,73 (-0,92%)
     
  • FTSE

    7.116,37
    -7,49 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.104,75
    +31,25 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0968
    -0,0215 (-0,35%)
     

Preços do petróleo avançam 4% apesar de aumento de estoques dos EUA

·1 minuto de leitura
Tanque de estoque de petróleo no Texas, EUA.

Por Stephanie Kelly

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo avançaram mais de 4% nesta quarta-feira, estendendo ganhos da sessão anterior com melhora no apetite de risco oferecendo suporte, apesar de dados mostrarem aumento inesperado nos estoques de petróleo dos Estados Unidos.

Os contratos futuros do Brent avançaram 2,88 dólares, ou 4,2%, para fechar em 72,23 dólares o barril. O futuros do petróleo dos EUA (WTI) subiram 3,1 dólares, ou 4,6%, a 70,30 dólares o barril.

Os futuros estão se recuperando após queda de cerca de 7% na segunda-feira, seguida de uma acordo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados, grupo conhecido como Opep+, para aumentar a oferta em 400 mil barris por dia de agosto a dezembro.

A liquidação foi exacerbada por temores que um aumento nos casos da variante Delta do coronavírus nos maiores mercados como Estados Unidos, Reino Unido e Japão afetaria a demanda.

"No geral, o acordo da Opep cristalizou o que o mercado deve esperar quanto à restauração da produção", afirmou Andy Lipow, presidente da Lipow Oil Associates.

"No entanto, mesmo de acordo com os números da Opep+, não é suficiente para conter a queda geral do estoque mundial de petróleo e, para mim, isso é dar suporte ao mercado."

Os ganhos nos preços desta quarta-feira ocorreram apesar do avanço nos estoques de petróleo dos Estados Unidos pela primeira vez desde maio.

Os estoques de petróleo avançaram inesperadamente 2,1 milhões de barris na semana passada, para 439,7 milhões de barris, segundo dados da Administração de Informação sobre Energia (AIE). Analistas esperavam uma queda de 4,5 milhões de barris. [EIA/S]

(Por Stephanie Kelly)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos