Preços no e-commerce ficam 0,6% mais baratos em novembro

SÃO PAULO - Os produtos vendidos pela internet ficaram 0,6% mais baratos em novembro, representando uma queda de 0,9 p.p. em relação o mês anterior, de acordo com dados divulgados pelo Provar (Programa de Administração de Varejo), da FIA (Fundação Instituto de Administração do Varejo). Na comparação com novembro de 2011, o índice e-Flation também apresentou recuo, já que naquele mês o percentual registrado foi de -0,2%.

Ao longo do ano, esta já é a oitava deflação registrada. Somando o acumulado de 2012, o porcentual é de -5,8%. Já no acumulado dos últimos 12 meses, o indicador registrou -6,2%.

Categorias
No décimo primeiro mês do ano, “Eletroeletrônicos” (-1,08%), “Telefonia e Celulares” (-0,43%), “CDs e DVDs” (-0,23%), “Medicamentos” (-0,20%), “Eletrodomésticos” (-0,16%), “Cine e Fotos” (-0,12%) e “Livros” (-0,06%)” foram as categorias que mais contribuíram para a retração do e-Flation.

Por outro lado, no mesmo período, os índices que apresentaram inflação foram “Perfumes e Cosméticos” (+1,25%), “Brinquedos” (+0,32%) e “Informática” (+0,13%).

De acordo com o presidente do conselho do Provar/Fia, Cláudio Felisoni, é possível notar que, com a cautela do consumidor para este final de ano e com o ambiente da internet, a competitividade das empresas neste segmento retém o efeito da inflação destes produtos.

Carregando...