Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.327,06
    -2.103,48 (-1,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.559,45
    -4,82 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,64
    -2,23 (-2,83%)
     
  • OURO

    1.941,00
    -4,30 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    23.055,78
    -65,37 (-0,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    521,87
    +279,19 (+115,05%)
     
  • S&P500

    4.061,34
    -15,26 (-0,37%)
     
  • DOW JONES

    33.757,94
    -328,10 (-0,96%)
     
  • FTSE

    7.761,11
    -10,59 (-0,14%)
     
  • HANG SENG

    22.072,18
    +229,85 (+1,05%)
     
  • NIKKEI

    27.346,88
    +19,77 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.146,75
    -5,25 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5510
    +0,0354 (+0,64%)
     

Preços de aluguéis residenciais fecham 2022 com alta de 8,25%, diz FGV

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 18.10.2017 - Vista de prédio no bairro Casa Verde, em São Paulo. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 18.10.2017 - Vista de prédio no bairro Casa Verde, em São Paulo. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (AGÊNCIA BRASIL) - O Ivar (Índice de Variação de Aluguéis Residenciais), calculado pela FGV (Fundação Getulio Vargas), acumulou alta de 8,25%, em 2022. No ano anterior, o indicador havia fechado com deflação de 0,61%.

O índice é calculado com base em preços coletados nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre.

Belo Horizonte apresentou o maior índice de inflação em 2022, com taxa de 11,31%, depois de registrar aumento de preços 1,46% em 2021 (alta de 9,85 ponto percentual). São Paulo aparece em seguida, com taxa de 7,80%, depois de uma deflação de 1,83% (alta de 9,63 ponto percentual), no ano anterior.

No Rio de Janeiro, os aluguéis ficaram 8,34% mais caros em 2022, depois de uma inflação de 0,46% no ano anterior (alta de 7,88 ponto percentual). Porto Alegre passou de uma deflação de 0,35% em 2021 para uma inflação de 7,15% em 2022 (alta de 7,5 ponto percentual).

Em dezembro de 2022, o Ivar teve deflação de 1,19%, mais intensa do que a queda de preços de 0,36% no mês anterior. As quatro capitais tiveram deflação no mês: São Paulo (-1,06%), Rio de Janeiro (-2,41%), Belo Horizonte (-0,46%) e Porto Alegre (-1,09%).