Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.773,54
    +2.100,96 (+5,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Preços do aço em Xangai disparam em meio a expectativas de controle de produção

·1 minuto de leitura
Vergalhões de aço em Fenyang, China

PEQUIM (Reuters) - Os contratos futuros do aço negociados na China dispararam nesta quarta-feira, com o vergalhão para construção e as bobinas laminadas a quente fechando em alta de mais de 3%, impulsionados por expectativas de cortes de produção.

"Recentemente, a antecipação da redução de produção de aço voltou à tona", disse a SinoSteel Futures em nota, acrescentando que alguns governos locais emitiram documentos relacionados ao tema, embora detalhes ainda não tenham sido divulgados.

O contrato mais ativo do vergalhão de aço para construção na bolsa de futuros de Xangai, para entrega em outubro, fechou em alta de 3,3%, a 5.439 iuanes (840,99 dólares) por tonelada.

As bobinas laminadas a quente, utilizadas no setor manufatureiro, saltaram 3,8%, a 5.768 iuanes por tonelada, maior nível de fechamento desde 19 de maio.

Já os preços das matérias-primas siderúrgicas não tiveram direção comum na bolsa de commodities de Dalian.

A referência do minério de ferro, para entrega em setembro, recuperou-se de perdas registradas na parte matutina da sessão e fechou em alta de 1%, a 1.244 iuanes por tonelada.

Os futuros do carvão coque e do coque, por sua vez, cederam 2,4% cada.

(Reportagem de Min Zhang e Shivani Singh)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos