Mercado fechado

Preço do vergalhão de Xangai cai com frágil recuperação da demanda da China

Trabalhador em siderúrgica

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os contratos futuros do vergalhão chinês caíram nesta segunda-feira após atingirem uma máxima de oito sessões na sessão anterior, já que os traders optaram por esperar e ver se o ritmo frágil de uma recuperação na demanda pelo material de construção pode ser sustentado esta semana.

Os preços do minério de ferro e outros insumos siderúrgicos na China, maior produtora de aço do mundo, também recuaram.

O contrato de vergalhão de janeiro mais ativo na Bolsa de Futuros de Xangai encerrou as negociações com queda de 0,1%, a 3.765 iuanes (526,43 dólares) a tonelada.

O vergalhão tinha subido para 3.787 iuanes na sexta-feira, seu maior valor desde 15 de setembro, impulsionado por sinais de aumento da atividade no setor de construção da China e demanda pré-feriado.

"Embora o 'Setembro Dourado' tenha sido altamente decepcionante do ponto de vista do consumo de aço, ainda há tempo antes do início dos feriados do Dia Nacional de uma semana a partir de 1º de outubro", disse Atilla Widnell, diretor administrativo da Navigate Commodities.

"Precisaremos ver se há uma continuidade dos promissores volumes de comércio de aço para construção que surgiram no final da semana passada."

A demanda chinesa por aço geralmente aumenta em setembro e outubro, quando a atividade de construção está no auge.

Essas notícias de apoio aos preços, juntamente com as esperanças de mais estímulos para sustentar a economia da China atingida pela Covid, também impulsionaram os preços do minério de ferro na semana passada.

O contrato de referência de minério de ferro para janeiro na Dalian Commodity Exchange da China caiu 1,5%, a 710,50 iuanes por tonelada.

Na Bolsa de Cingapura, o contrato de outubro de minério de ferro caiu 2,7%, para 95,30 dólares a tonelada.

(Por Enrico Dela Cruz em Manila)