Mercado abrirá em 29 mins
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,21 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,89
    -1,06 (-1,43%)
     
  • OURO

    1.810,30
    -6,90 (-0,38%)
     
  • BTC-USD

    39.226,54
    -2.445,32 (-5,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    956,09
    +6,19 (+0,65%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,03 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.076,97
    +44,67 (+0,64%)
     
  • HANG SENG

    26.235,80
    +274,77 (+1,06%)
     
  • NIKKEI

    27.781,02
    +497,43 (+1,82%)
     
  • NASDAQ

    15.025,75
    +70,00 (+0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1258
    -0,0622 (-1,01%)
     

Preço de produtos juninos sobe mais que o dobro da inflação

·2 minuto de leitura
***ARQUIVO**SÃO PAULO, SP, 04.06.2021 - Mesa exposta com produtos típicos de festa junina. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
***ARQUIVO**SÃO PAULO, SP, 04.06.2021 - Mesa exposta com produtos típicos de festa junina. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Os pratos típicos de festa junina -um dos principais atrativos da celebração- não escaparam da alta de preços vista nos últimos meses. Segundo levantamento da FGV (Fundação Getúlio Vargas), o valor médio dos ingredientes mais utilizados na data acumula alta de 16% em um ano, o dobro da inflação do período (7,98%).

Segundo o levantamento, que analisou 32 itens, o arroz doce e o churrasco foram os mais afetados pela alta de preços no acumulado em 12 meses até maio. O preço do arroz subiu 52,45%, seguido pelo do leite condensado (25,62%), da carne bovina (34,4%) e da linguiça (27,74%).

Entre os itens analisados, apenas a maçã e a batata-inglesa sofreram um recuo nos preços, de 1,57% e 14,54%, respectivamente.

Matheus Peçanha, economista da FGV, explica em nota que o aumento do volume de exportações para a Ásia durante a pandemia reduziu a oferta de carne no mercado interno, o que pressionou os preços.

Além disso, o especialista afirma que a crise hídrica vivenciada pelo Brasil interfere no plantio de cereais e leguminosas como soja, milho e amendoim, o que também pressiona os preços de alimentos consumidos nos festejos juninos.

"Com a estiagem nos principais pontos de plantio dos cereais e leguminosas, a produção de soja, milho, arroz e amendoim ficaram impactadas, o que refletiu no aumento de preços desses produtos in natura, bem como das carnes, que usam milho e soja como ração", disse em nota. "Muitos desses produtos não têm substituto".

LISTA DE ALTA DE ALIMENTOS

Item - Variação de preço acumulada em 12 meses até maio, em %

Açúcar cristal - 24,02

Salsicha e salsichão - 20,36

Farinha de trigo - 18,08

Açúcar refinado - 16,12

Queijo minas - 13,95

Milho - 13,79

Macarrão - 11,72

Amendoim - 11,13

Milho de pipoca - 11,02

Doces e chocolates - 10,5

Fubá de milho - 9,19

Leite - 8,92

Vinho - 8,24

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos