Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.829,73
    -891,85 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.335,51
    -713,54 (-1,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,34
    +0,20 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.889,60
    +4,80 (+0,25%)
     
  • BTC-USD

    23.326,10
    +489,36 (+2,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    538,53
    +12,58 (+2,39%)
     
  • S&P500

    4.164,00
    +52,92 (+1,29%)
     
  • DOW JONES

    34.156,69
    +265,67 (+0,78%)
     
  • FTSE

    7.864,71
    +28,00 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    21.298,01
    -0,69 (-0,00%)
     
  • NIKKEI

    27.498,87
    -186,60 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    12.765,50
    -11,25 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5773
    +0,0002 (+0,00%)
     

Preço do petróleo sobe mais de 1% com perspectiva de demanda na China, 2º ganho semanal

Por Laila Kearney

NOVA YORK (Reuters) - O petróleo fechou em alta de cerca de 1 dólar o barril nesta sexta-feira e registrou o segundo ganho semanal consecutivo, à medida que as perspectivas econômicas da China melhoraram, aumentando as expectativas de demanda por combustível na segunda maior economia do mundo.

A suspensão das restrições contra Covid-19 pela China deve levar a demanda global a um recorde este ano, disse a Agência Internacional de Energia (AIE) na quarta-feira , um dia depois que a Opep também previu uma recuperação da demanda chinesa.

O petróleo Brent fechou em 87,63 dólares o barril, alta de 1,47 dólar, ou 1,7%. O petróleo bruto dos EUA (WTI) atingiu 81,31 dólares o barril, ganhando 0,98 dólar, ou 1,2%.

"Muitos traders acreditam que é altamente provável que veremos uma demanda maior vinda da China, uma vez que ela continua a reduzir suas políticas para Covid", disse Naeem Aslam, analista da corretora Avatrade.

Na semana, o Brent registrou um aumento de 2,8% e o benchmark dos EUA teve um aumento de 1,8%.

O petróleo também foi apoiado por esperanças de que o Federal Reserve dos EUA logo mudará para aumentos menores nas taxas de juros, o que poderia iluminar as perspectivas econômicas dos EUA.

Uma pesquisa da Reuters previu que o Federal Reserve encerrará seu ciclo de aperto monetário após um aumento de 0,25 ponto percentual em cada uma das próximas duas reuniões, e provavelmente deixará a taxa básica de juros inalterada ao menos pelo resto do ano.

(Reportagem adicional de Noah Browning, Alex Lawler, Sudarshan Varadhan e Arathy Somasekhar)